Croácia sediará campeonatos europeus de tiro antes das Olimpíadas de Tóquio - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Croácia sediará campeonatos europeus de tiro antes das Olimpíadas de Tóquio

Compartilhe

 

Com a pandemia do novo Coronavírus, a Croácia irá sediar os campeonatos europeus de tiro. Programada inicialmente para acontecer na cidade finlandesa de Lohja entre os dias 26 de fevereiro e 6 de março, teve suas datas alteradas para maio deste ano.

A Federação Croata de Tiro se ofereceu para organizar a competição em Osikej ao lado do Campeonato Europeu de espingarda, pistola 25m e rifle 50m, com seis vagas em disputa nas duas disciplinas de 10m, bem como outras 10 vagas em oferta nas outras três categorias.

A Federação Internacional de Tiro Esportivo (ISSF) aprovou a medida apresentada pela Confederação Europeia de Tiro e pediu ao Comitê Olímpico Internacional para fazer emendas às regras de qualificação emitidas em maio do ano passado para acomodar as mudanças.

"A ISSF apoia as decisões do presidente do ESC e está muito feliz que a Federação Croata de Tiro esteja disposta a organizar o Campeonato Europeu de 2021 de 10m, dando aos atletas a possibilidade de competir em alto nível nesta disciplina olímpica de tiro", de acordo com o comunicado da ISSF.

"Também esperamos que até o final da primavera de 2021 a situação permita que atletas de todas as nações europeias participem da qualificação olímpica. Esta abordagem corresponde melhor ao princípio de ganhar lugares de cota no campo de jogo."

Caso o Campeonato Europeu de Tiro não seja realizado, as classificações continentais em 31 de maio de 2020 serão usadas para alocar as vagas para Tóquio 2020. Incluindo eventos de equipe, um máximo de 360 ​​vagas estão disponíveis para os Jogos.

Os lugares de cota na espingarda, pistola 25m e rifle 50m deveriam ser alocados no Campeonato Europeu de Shotgun de 2020 em Châteauroux na França e no Campeonato Europeu de Qualificação Olímpica de 2020 em Plzeň na República Tcheca, antes que os eventos fossem cancelados por causa da crise de saúde.

Foto: Arquivo/Armenpress

Nenhum comentário:

Postar um comentário