Recordistas sul-americanos marcam presença no GP Brasil de Atletismo - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Recordistas sul-americanos marcam presença no GP Brasil de Atletismo

Compartilhe





O Grande Prêmio Brasil de Atletismo, competição integrante do World Athletics Continental Tour Silver 2020, reunirá 11 recordistas sul-americanos entre provas individuais, revezamentos e combinadas, no dia 6 de dezembro, inicialmente marcada para o Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), em São Paulo.


Um dos grandes nomes, sem dúvida, é do catarinense Darlan Romani, recordista do arremesso do peso, com 22,61 m, marca obtida no dia 30 de junho de 2019, em Stanford, Estados Unidos. O resultado qualifica o atleta para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2021. 


O arremessador do Pinheiros teve um ano excepcional em 2019. Foi campeão brasileiro, sul-americano, pan-americano, mundial militar e vice-campeão da Liga de Diamante, o principal circuito de competições da World Atlhetics, além de quarto colocado no Mundial de Doha. Os 22,61 m garantiram a quarta colocação no Ranking Mundial do ano passado e a condição de um dos favoritos ao pódio olímpico. 


“Acho que estarei bem preparado para o GP, apesar de todas as dificuldades enfrentadas este ano com a pandemia, que atrapalhou treinos e adiou e cancelou competições”, comentou Darlan, de 29 anos. 


Já Rosangela Santos (Pinheiros), integrante da equipe medalha de bronze no revezamento 4x100 m dos Jogos Olímpicos de Pequim-2008, disputará os 100 m, prova em que detém o recorde sul-americano com 10.91 (-0.2), obtido no Mundial de Londres-2017, quando foi finalista. Ela integrou ainda a equipe 4x100 m, com o melhor tempo da América do Sul, com 42.29, desde o Mundial de Moscou-2013. 


Quem bateu o recorde continental também em Londres-2017 foi a argentina Belén Casseta, cuja melhor marca nos 3.000 m com obstáculos é de 9:25.99. 


A colombiana Evelis Jazmín Aguilar, recordista sul-americana do heptatlo, com 6.285 pontos, desde 2018, está inscrita em duas provas no GP Brasil: 100 m com barreiras e salto em distância. 


Do grupo brasileiro recordista sul-americano do 4x100 m, com 37.72, tempo alcançado na final do Mundial de Doha-2019, estão inscritos Paulo André de Oliveira (Pinheiros) e Rodrigo Nascimento (ADPA) na prova dos 100 m, uma das mais nobres do programa do atletismo. Paulo André está qualificado para os 100 m da Olimpíada de Tóquio, assim como o 4x100 m masculino. 


Nos 400 m masculino e feminino, os quatro integrantes do revezamento 4x400 m misto, recordista continental com 3:16.12, tempo obtido nas semifinais do Mundial de Doha-2019, estão confirmados: Geisa Coutinho (Pinheiros), Tiffani Marinho (Orcampi), Anderson Freitas Henriques (AABLU) e Lucas da Silva Carvalho (ASSERCAM). A equipe finalista em Doha-2019 está qualificada para os Jogos de Tóquio. 


Do time recordista sul-americano do 4x400 m feminino, está inscrita Joelma das Neves Sousa (Pinheiros), além de Geisa Coutinho (o recorde é de 3:26.68 e foi obtido pela equipe da BM&F Bovespa em 2011).


Foto: Wagner Carmo/CBAt

Nenhum comentário:

Postar um comentário