Campeonato Europeu de Patinação Artística 2019 - Dia 4

O último dia de competições do Campeonato Europeu de Patinação Artística foi marcado por excelência de favoritos e muita emoção. Javier Fernández (foto) se despediu de sua carreira nas competições com a sétima vitória no torneio. Em Dança no Gelo, Gabriella Papadakis e Guillaume Cizeron conquistaram o quinto título em uma apresentação quase absolutamente perfeita.

Masculino:

Sétimo título europeu consecutivo. Assim se encerrou a carreira competitiva de Javier Fernández, que no programa livre ao som de "Man de La Mancha"—o mesmo apresentado nas Olimpíadas de 2018—foi inteso, expressivo e tecnicamente forte, marcando 179.75 pontos, com uma somatória final de 271.59. Fernández errou um salto flip, mas compensou a falha com dois saltos triplo axel executados corretamente, um salto quádruplo Salchow de alto grau de execução além da melhor nota artística do dia, única acima de 90 pontos.  

O patinador espanhol se aposenta das as competições após também obter ao longo da carreira dois títulos mundiais, quatro finais do Grand Prix com três medalhas, além da medalha de bronze em PyeongChang-2018: a primeira medalha olímpica do país no esporte. Na sua história nas Olimpíadas, Javier Fernández também tem o mérito de em Vancouver-2010 ter se tornado o primeiro homem espanhol em 50 anos a disputar a Patinação Artística nos Jogos Olímpicos—algo inédito desde a participação de Dario Villalba em 1956. Considerado um sinônimo de  equilíbrio entre extrema qualidade artística e eficiência técnica superior por analistas e pelo público em geral, Fernández comentou o que deixa como legado para o esporte: "Espero que as pessoas pensem em mim como um tipo diferente de patinador, um mais completo do que os que imaginamos ter. Patinadores não são só saltos, eles são patinação completa. Espero que eu tenha deixado algo disso na Patinação Artística".

A prata ficou com Alexander Samarin, da Rússia, após um programa livre com elementos difíceis e executado sem falhas; uma performance de qualidade que após um ano de altos e baixos deixou o patinador fortemente emocionado após receber a nota. O bronze ficou com Matteo Rizzo: já bastante conhecido pelos programas baseados em rock clássico, o italiano apresentou um medley de músicas da banda Queen ainda muito pouco usado mas que teve uma execução bastante eficiente e vívida. O líder do programa curto, Mikhail Kolyada, da Rússia teve muitos erros no programa livre e em uma queda sofreu uma luxação no pulso que comprometeu todo o final da apresentação: 11o. no dia e 5o. na somatória final.

Dança no Gelo:

Uma grande vitória da dupla francesa Gabriella Papadakis e Guillaume Cizeron, que também escreve seu nome na lista dos maiores vencedores do Campeonato Europeu: quinto título consecutivo. Com uma excelente pontuação na Dança Livre, a melhor da temporada da dupla até aqui, Papadakis e Cizeron conseguiram nível quatro—o mais alto para base de valor—em todos os elementos apresentados.

Após um ano com algumas frustrações—a perda de pontos por uma falha no traje de Papadakis que contribuiu para a perda da medalha de ouro nas Olimpíadas de PyeongCheng, além de um acidente com Cizeron que tirou a dupla da disputa do Grand Prix—a medalha de ouro do Campeonato Europeu vem como uma redenção ante aos problemas e um grande atestado de qualidade: "Estamos muito felizes, nossa patinação foi bem dizer tecnicamente perfeita" comemorou Cizeron, que lembrou que o quinto título foi uma conquista expressiva para toda a equipe da França: "É um pouco menos surpreendente que da primeira vez, mas ainda assim estamos tão orgulhosos do que conseguimos, e orgulhosos por toda a equipe da França, especialmente por Vanessa (James) e Morgan (Ciprés) que foram excelentes na competição de Pares". Com a medalha de ouro em Dança no Gelo e em Pares, além das boas participações de Laurine Lecavelier (5a. colocada na competição feminina individual) e Kevin Aymoz (4o. colocado no masculino individual) a França sai como uma das delegações mais bem-sucedidas do Campeonato Europeu de 2019, com grandes avanços se comparado à temporada anterior.

A prata ficou com Alexandra Stepanova e Ivan Bukin, que com uma apresentação passional conseguiram seu melhor resultado de um programa livre na temporada e sua melhor classificação em Campeonatos Europeus. A medalha de bronze ficou com a dupla da Itália Charlene Guignard e Marco Fabbri.

Todas as tabelas com resultados, agenda de apresentações em horário local e súmulas detalhadas de julgamentos do Campeonato Europeu de 2019 estão disponíveis aqui, no site oficial do evento.

Foto: AFP


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes