Argentina pode lançar candidatura para sediar Jogos Olímpicos de Inverno de 2026

A Argentina está estudando a viabilidade de uma candidatura conjunta da capital Buenos Aires e da cidade de Ushuaia, na Terra do Fogo (foto) a sedes das Olimpíadas de Inverno de 2026. O processo de escolha da cidade-sede tem sido uma das grandes preocupações do COI, que viu o número de propostas se reduzir drasticamente e corre o risco de ficar sem uma candidata para essa edição dos Jogos.

Faça parte do grupo de apoiadores do surto olímpico!

“Tendo em vista uma potencial futura candidatura para as Olimpíadas de Inverno de 2030, podemos avaliar de um modo responsável uma candidatura conjunta para as Olimpíadas de Inverno de 2026 caso a oportunidade apareça”, disse o presidente do Comitê Olímpico argentino, Gerardo Werthein.

A ideia de se candidatar para os Jogos de Inverno de 2026 surgiu após a bem-sucedida realização das Olimpíadas da Juventude em Buenos Aires. A organização foi muito elogiada pelo COI, com o próprio presidente Thomas Bach sugerindo que a cidade deveria se candidatar a realizar as Olimpíadas de Verão 2032. Após a conclusão dos Jogos Olímpicos da Juventude, o presidente do Comitê argentino declarou que a governadora da Terra do Fogo, Rosana Bertone, estudava as possibilidades técnicas de abrigar os Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude de 2024.

Apesar do sucesso da organização das Olimpíadas da Juventude, uma candidatura Buenos Aires-Ushuaia para as Olimpíadas de Inverno ainda levanta dúvidas entre especialistas. Se aprovada, seria o primeiro conjunto de cidades-sede no Hemisfério Sul, onde o inverno acontece entre junho e setembro, o que obrigaria ao COI e entidades esportivas a mexerem de modo radical nos próprios calendários.

Há também uma preocupação com custos e infraestrutura, que exigiria a construção de espaços adequados para a realização de eventos indoor em Buenos Aires e talvez o uso massivo de neve artificial: Ushuaia tem nos meses de inverno uma temperatura mínima de -1ºC. As Olimpíadas de Inverno de PyeongCheng, Coréia,—que causaram uma polêmica ambiental pela grande quantidade de geradores de neve usados—aconteceram sob temperaturas de -4ºC, muito abaixo do esperado para a cidade argentina em qualquer mês. O país também atravessa uma grave crise econômica, com inflação de 30% ao ano, PIB em queda, desemprego em alta e em junho recorreu ao FMI para pedir um empréstimo de 50 bilhões de dólares—o maior da Historia do país—para tentar saldar contas da dívida pública.

O processo de apresentação de candidaturas para as Olimpíadas de Inverno de 2026 já se encontra encerrado. O COI nega, mas diante das dificuldades encontradas, especula-se a possibilidade de reabertura. Além da Argentina, os EUA manifestaram interesse em fazer uma eventual proposta caso o COI decida por aceitar novas candidaturas, mas não definiu alguma cidade específica.

Foto: Cidades em Fotos


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes