Bach afirma que eSports não terá vez nas Olimpíadas até que jogos violentos sejam removidos

O presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, não tem certeza se, ou quando, os eSports poderão ser incluídos nas Olimpíadas.

Bach foi claro sobre algumas condições antes da modalidade ser aceita nos jogos.

"Não podemos ter no programa olímpico um jogo que promova violência ou discriminação", disse ele à AP. “Os chamados jogos matadores. Eles, do nosso ponto de vista, são contraditórios aos valores olímpicos e, portanto, não podem ser aceitos ”.

Os eSports foram esporte de demonstração nos Jogos Asiáticos.

O COI vem refletindo sobre muitas dessas questões desde a realização de um fórum sobre eSports em julho na sede do COI em Lausanne, Suíça.

"É claro que todo esporte de combate tem suas origens em uma luta real entre as pessoas", disse ele. “Mas o esporte é a expressão civilizada sobre isso. Se você tem games onde o objetivo é matar alguém, isso não pode ser alinhado com nossos valores olímpicos. ”

Os organizadores dos Jogos Asiáticos há alguns dias expressaram simpatia pelas vítimas do tiroteio mortal em um torneio de videogames em um shopping da Flórida.

Eles criticavam as leis de armas dos EUA, não de e-sports.

"Mas eu acho que esta é uma questão maior de controle de armas e acesso a armas", disse Kenneth Fok, presidente da Federação Asiática de Esportes Eletrônicos, após o tiroteio.

Bach falou também que a Indonésia terá uma boa possibilidade de sediar as Olimpíadas em 2032, o país tem o objetivo de fazer uma oferta para o evento.

Bach pediu também maior transparência nas questões anti-doping.

Foto:AP


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes