Surto de olho na Rússia: O sonho islandês continua em 2018


Quando alguém perguntar sobre a Eurocopa de 2016 ou dessa Copa do Mundo que se aproxima, será inevitável não lembrar da Islândia. A carismática seleção islandesa é estreante em mundiais e com toda certeza será muito especial assistir jogos dessa seleção.

Na Eurocopa, fizeram muito barulho, na qual também eram estreantes e deram um show. Surpreenderam na fase de grupos, ao empatar com Portugal e Hungria por 1x1, além de vencer a Áustria que valeu a classificação na segunda posição devido ao gol de Traustasson aos 49 do segundo tempo.

Muitos apostaram na Inglaterra nas oitavas de final e começaram acreditando que seria um passeio inglês com gol de Rooney aos quatro minutos. O que se viu dali em diante foi uma Islândia com raça e aguerrida, marcando aos seis com Sigurdsson e virando aos 18 com Sigborsson. O placar se manteve até o final, para alegria islandesa dos jogadores e torcida, que juntos fizeram o ''haka viking'' que correu nos noticiários do mundo todo. Mesmo com a derrota nas quartas de final contra a França, a história estava feita e torcedores orgulhosos.


Eliminatórias

Os islandeses queriam mais e caíram no grupo I, um dos mais difíceis das eliminatórias, com Croácia, Turquia e Ucrânia lutando por uma vaga direta. O ano terminou muito bem, estreando com empate contra os ucranianos, vitória por 3x2 com dois gols nos acréscimos diante da Finlândia e os 2x0 marcados contra os turcos em Reykjávic e apenas uma derrota contra os croatas.

Já em 2017, a Islândia começou muito bem, vencendo Kosovo e seu confronto direto contra a Croácia no fim do segundo tempo. Na rodada seguinte, perder para Finlândia foi apenas um tropeço normal, superado pelas vitórias diante de Ucrânia por 2x0 e Turquia por 3x0. A campanha terminou com mais um triunfo contra Kosovo - sendo essa que classificou o país ao mundial pela primeira vez, na qual a Islândia venceu o grupo I.


Surto de olho no craque


Gylfi Sigurdsson é o jogador mais conhecido e o melhor da seleção que vai disputar a Copa do Mundo na Rússia em junho. O camisa dez islandês marcou quatro gols e deu três assistências nas eliminatórias, sendo contra Kosovo e Ucrânia, marcando duas vezes nas partidas. 

Revelado pelo Reading em 2008, foi contratado pelo Hoffenheim, da Alemanha em 2012. Jogou pouco por lá e voltou ao Reino Unido jogando pelo Swansea. Um dos destaques do campeonato inglês, chamou a atenção de vários times, incluindo o Tottenham, que o contratou. Ficou pouco tempo em Londres, voltando ao Swansea em 2014, onde ficou até o ano passado, quando foi ao Everton por 40 milhões de libras. A temporada dele foi decepcionante, assim como o Everton também foi, marcando quatro gols em 25 partidas.

Sigurdsson embora armador, joga em todas as posições do meio campo. Joga também como meia e ponta esquerda, também podendo fazer a ponta direita. Pode atuar como volante ou centroavante. É extremamente perigoso em bolas paradas, que também tem como ponto forte o chute à média e longa distância. É quem a Islândia confia para jogar esse mundial.

Time titular



Heimir Halgrímsson tem 50 anos e completa 51 em junho. O treinador assumiu após a aposentadoria de Lars Lagerbäck depois da Eurocopa em 2016. Halgrímsson que também era técnico da seleção, assumiu de maneira definitiva. O curioso dessa história é que ele também é dentista e terá que pedir férias para dirigir a seleção na Rússia.

O time ideal do treinador deve ter Halldórsson, Saevarsson, Ragnar Sigurdsson, Árnason, Skúlason; Gunnarsson, Gylfi Sigurdsson, Gudmundsson, Bjarnason; Sigthórsson e Finnbogason.

Conclusão

Nessa Copa do Mundo, a Islândia é um capitulo à parte. A seleção virou a grande sensação após a Eurocopa de 2016 e com a classificação ao mundial. É o menor país da história que vai disputar uma Copa do Mundo - 330 mil habitantes - e foi a seleção que mais cresceu no ranking da FIFA na década, onde em 2010 não estava nem entre os 100 primeiros e agora se encontra na 22ª posição. É uma grande incógnita nesse grupo D, mas os islandeses podem fazer ainda mais história ao conseguir uma vaga no mata-mata. O sonho está vivo.


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes