Depois de 12 anos, Seleção masculina de basquete em Cadeira de Rodas prepara volta ao Mundial

Em sua primeira semana de treinamento no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, a Seleção Brasileira masculina de basquete em cadeiras de rodas se prepara para o Campeonato Mundial da modalidade, marcado para 16 a 25 de agosto, em Hamburgo, na Alemanha. A última participação do time masculino do Brasil na competição foi em 2006, em Amsterdã, na Holanda, quando terminou em nono.  Agora, passados 12 anos e duas edições,  a equipe quer chegar forte para buscar bons resultados.

O Mundial definirá o número de vagas destinadas a cada um dos continentes nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, já que tudo depende da classificação das Seleções. Se mais países das Américas estiverem entre os primeiros colocados, a quantidade de vagas aumenta e, consequentemente, as chances do Brasil de estar no Japão.  

“As minhas expectativas são as melhores. Estamos fazendo um bom trabalho e estudando, também, os adversários”, conta Gelson Júnior, atleta da Seleção. “A nossa ideia é ficar entre os sete primeiros colocados", planeja o técnico Tiago Frank. Para os países das Américas, definido o número de vagas no Mundial, a classificação para Tóquio será a partir do resultados das equipes nos Jogos Parapan-Americanos de Lima, em 2019.

A Seleção feminina também está em semana treinamento no CT. Na última edição do Mundial que o time participou, em 2014, em Toronto, o Brasil terminou em 11º.  “No Mundial, teremos um time que vai misturar atletas experientes e novatas. O objetivo é subir no ranking - atualmente estamos em 11º -  e  dar experiência internacional a essas jogadoras mais novas", afirma o técnico Martoni Sampaio. 

As duas equipes voltam ao CT Paralímpico em maio, de 13 e 20; em julho, de 8 a 19 e, por último, em agosto, de 5 a 13, período que antecede o Mundial na Alemanha. 

Foto; Divulgação




Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes