Aos 35 anos, Anderson Varejão diz que sonha com Mundial e Olimpíada: "É para isso que a gente joga"

De volta ao Brasil após 15 anos na NBA, o pivô Anderson Varejão, hoje com 35 anos, espera ter mais um ciclo de torneios pela seleção nacional e ainda quer disputar a Copa do Mundo de 2019 e, claro, os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. No fim de semana do Jogos das Estrelas do NBB, ele falou um pouco da expectativa com a seleção:

"Sonho (em disputar uma Olimpíada e Mundial), é para isso que a gente joga, recebe carinho dos fãs, para cumprir nosso objetivo. Conquistar alguma coisa a mais para o basquete brasileiro" disse o pivô em entrevista ao site 'Globoesporte.com'.

O elenco base da seleção brasileira de basquete foi o mesmo durante mais de uma década. Varejão, Nenê, Leandrinho, Marcelo Huertas, Alex e Tiago Splitter estiveram na equipe durante os últimos anos. Varejão sabe que tem uma nova geração chegando, mas quer se manter no time, que já ganhou quatro partidas das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019.

"Defender a seleção a gente sempre vai pensar, representar o Brasil é muito bom. A gente sabe que não somos mais garotos, mas temos uma bagagem grande. Junto com a nova geração, podemos ajudar e conseguir um resultado inédito para o Brasil. Um resultado de mais peso" disse.

Um resultado de peso seria uma semifinal em Olimpíada ou Mundial. Varejão tem, pela seleção brasileira, o título nos Jogos Pan-Americanos de 2003, em Santo Domingo, na República Dominicana, além de três conquistas de Copa América. Em torneios intercontinentais, ficou em quinto lugar na Olimpíada de Londres 2012 e fez parte do elenco que foi até as quartas de final dos Mundiais de 2002 e 2014, além da nona posição no Mundial de 2010, quando o time perdeu para os Estados Unidos por apenas um ponto.

"Algumas coisas que aconteceram foram detalhes, Mundial de 2014 fomos bem, Olimpíada de Londres 2012 também. Ali, por detalhes, ficamos fora. Se tivéssemos passado, poderíamos ir para a medalha. São competições rápidas, que você precisa estar no melhor basquete. O basquete está muito nivelado"disse.

A seleção brasileira está com quatro vitórias em quatro partidas nas eliminatórias da Copa do Mundo da China e já classificada para a próxima fase. O Mundial será em 2019, na China, onde terão 32 seleções e ainda dará vagas para os jogos de Tóquio 2020.


foto: FIBA/ Divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes