Rússia diz que não obrigará atletas do país a se vacinarem para Pequim 2022 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Rússia diz que não obrigará atletas do país a se vacinarem para Pequim 2022

Compartilhe

 


O presidente de Comitê Olímpico Russo (ROC), Stanislav Pozdnyakov, disse que a entidade recomendará aos atletas que irão aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim 2022 que se vacinem contra a COVID-19, mas não irá tornar a vacina obrigatória.

De acordo com a agência estatal russa TASS, o presidente da entidade máxima do esporte na Rússia, em conjunto com todas as confederações, tenha estudado a melhor forma de incentivar todos os atletas a se vacinarem para garantir que o ciclo que se encerra nos Jogos Olímpicos de Inverno ocorra sem problemas.

Porém a posição russa é oposta em relação a outros países, como os Estados Unidos, que estão tornando a vacina obrigatória para que possa competir no evento olímpico em solo chinês.

Essa posição já foi adotada para os atletas que disputaram os Jogos Olímpicos de Verão em Tóquio, onde não houve exigência para vacinação e sim uma recomendação.

Vale lembrar que o COI já informou que assim como fez em Tóquio, irá oferecer vacina a todos os atletas que competiram no evento, mas que não tornará isso uma exigência para que se possa participar da edição olímpica na capital chinesa.

Foto: Alexander Shcherbak/ TASS

Nenhum comentário:

Postar um comentário