Mundial de Ciclismo de Pista não será mais realizado no Turcomenistão - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Mundial de Ciclismo de Pista não será mais realizado no Turcomenistão

Compartilhe

 


A UCI (União Internacional de Ciclismo) decidiu nesta quinta (3), retirar do Turcomenistão o Mundial de Ciclismo de Pista, sem, entretanto, divulgar uma nova sede.


O torneio inicialmente marcado para o mês de outubro, oficialmente foi retirado por pedido das autoridades locais devido a situação da pandemia no país. A UCI recebeu várias críticas por autorizar um evento do porte no país da Ásia central, que é governado por um regime totalitário desde o fim da União Soviética em 1991.


O presidente do Turcomenistão, Gurbanguly Berdymukhamedov, usa o ciclismo como propaganda política, tendo realizado em 2020 um desfile a céu aberto para comemorar o dia mundial da bicicleta, celebrado no dia 3 de junho. Curiosamente, foi nesta mesma data, desta vez em 2021, que o país perdeu o direito de sediar o campeonato. 


Ditador do país desde 2007, ele tem sido atacado também por não ter autorizado a divulgação de nenhum caso oficial de Covid-19 no país, além de ter feito várias declarações falsas e negacionistas a respeito do vírus, métodos de prevenção e cura. 





A UCI divulgou em suas redes sociais que Glasgow, capital da Escócia, seria a nova sede, porém apagou a postagem em poucos instantes. Em nota divulgada horas depois, a entidade máxima do ciclismo olímpico disse estar conversando com outros países, prometendo anunciar o novo local, o mais rápido possível e que pretende manter a mesma data. 


O campeonato europeu da modalidade já sofreu com alterações de sede. A competição que iria acontecer entre os dias 23 e 27 de junho em Minsk teve que mudar de local, após Alemanha e Países Baixos se retirarem em razão da prisão de um jornalista opositor ao regime autoritário de Belarus, outra ex-república soviética. Assim como o Mundial, o torneio continental ainda não divulgou o novo local.


Foto em destaque: AFP

Nenhum comentário:

Postar um comentário