Athos Schwantes vai competir em torneio que marca o retorno das disputas de esgrima no Brasil - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Athos Schwantes vai competir em torneio que marca o retorno das disputas de esgrima no Brasil

Compartilhe


A 1ª Etapa do Circuito Brasileiro Interclubes será disputada no próximo fim de semana, na Escola de Educação Física do Exército, na Urca, Zona Sul do Rio de Janeiro, e marca o retorno das competições de esgrima no Brasil após o início da pandemia. Ciente dos novos protocolos de segurança, Athos Schwantes comemora a volta de forma segura e não esconde a ansiedade. Para ele, voltar a sentir o clima de competitividade é motivo de comemoração e um combustível a mais para continuar na busca por seus objetivos.

A última competição do esgrimista foi o Pré-Olímpico das Américas em San José, na Costa Rica, há pouco mais de um mês. Em território brasileiro, porém, o período sem disputas é muito maior. Com a chegada da pandemia da Covid-19, o calendário da temporada 2020 foi cancelado. Agora, mais de um ano depois, o Torneio Nacional de Espada abre a agenda para 2021 com os cuidados que este momento pede.

“Estou super feliz por poder voltar a disputar competições nacionais depois de tanto tempo. A última havia sido em outubro de 2019. Já passou mais de um ano e eu estava bem ansioso. Claro que vai ter um monte de mudanças, muitos protocolos diferentes dos que estamos acostumados, vai ser uma competição diferente. Mas vai ser possível competir mesmo neste novo formato”, vibra o espadista.

Em sua memória recente, estão as experiências com disputas fora do país já neste novo formato. “Com o que tivemos no cenário de competições internacionais, agora é possível voltar com as provas nacionais de forma segura”, comenta Schwantes, ao lembrar das mudanças pela preservação da saúde.

“Esse tem sido o foco principal, voltar com as competições em um formato que garanta a segurança de todos. Está todo mundo bem ansioso para que as competições no Brasil voltem, ao mesmo tempo em que estão todos preocupados com a segurança, afinal de contas ainda estamos na pandemia. Mas os eventos internacionais nos mostraram que é possível fazer competições de forma segura e com bastante atenção e cuidado com relação à saúde”, completa.

Primeiro colocado no último ranking brasileiro de espada, o esgrimista quer seguir alimentando seus sonhos e sua competitividade. Seu olhar é para o futuro, mas ansioso pelo que virá na competição nos próximos sábado (19) e domingo (20).

“Meus objetivos são me manter entre os primeiros do ranking brasileiro e, acima de tudo, me divertir jogando porque adoro competir. Gosto deste clima de competição e de me colocar à prova. Daqui a pouco, com as competições internacionais voltando, quero integrar novamente a Seleção Brasileira. Essas são minhas metas”, finaliza o espadista.

Foto: Federação de Esgrima da Costa Rica

Nenhum comentário:

Postar um comentário