Equipe brasileira de esgrima treina na Itália para garantir mais vagas olímpicas - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Equipe brasileira de esgrima treina na Itália para garantir mais vagas olímpicas

Compartilhe

Na reta final da busca pelas vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a Itália tornou-se uma inspiração e um trunfo para fazer a diferença nos momentos decisivos para a esgrima brasileira. Um dos países mais tradicionais na modalidade no mundo, o país europeu forma atletas de alta qualidade e conta com uma vasta coleção de medalhas. Uma delas, Nathalie Moellhausen, se naturalizou brasileira e conquistou o título mundial de espada em 2019. Atual número 2 do mundo, é nome certo em Tóquio e deve brigar por medalhas para o Brasil.

Outro nome com ótima posição no ranking olímpico e com grandes chances de ir para os Jogos do Japão é o gaúcho Guilherme Toldo. Ele é um dos três esgrimistas brasileiros que estão na Itália atualmente. Atleta do Frascati Scherma, está acostumado ao ritmo de treinos e ao estilo de jogo italianos. O brasileiro tenta conquistar sua primeira medalha olímpica no florete masculino.

Dois brasileiros que vão buscar a vaga no Pré-Olímpico estão absorvendo o conhecimento dos mestres italianos. No florete feminino, Bia Bulcão passou a maior parte do tempo nas últimas temporadas em estágios de treinamento no Frascati Scherma. Desta vez, ela seguiu para a Itália na primeira semana do ano e só sairá para a disputa do Grand Prix, em Doha, no Catar, na última semana de março. Já o espadista Athos Schwantes, treina na Escola de Esgrima de Roma desde o início deste mês.

“Depois de 15 dias em Portugal, onde foi tudo ótimo, em Roma posso jogar com muitos outros esgrimistas, bem fortes, de nível mundial e entrar no ritmo de competição. Estou bem feliz, todas estas ações me deixam bem confiantes para buscar a medalha de ouro no Pré-Olímpico”, avalia Schwantes.

Ainda há mais dois atletas brigando por vagas olímpicas no sabre – Bruno Pekelman e Karina Trois –, ambos treinando no Brasil. Eles vão disputar o primeiro torneio internacional de esgrima após um ano de paralisação do calendário: a Copa do Mundo de Sabre, de 10 a 14 de março, em Budapeste, na Hungria. Por sua vez, a Copa do Mundo de Espada será realizada entre 19 e 23 de março e o Grand Prix de Florete está marcado para acontecer entre 26 e 28 de março. O Pré-Olímpico das três armas acontece no Panamá, em abril.

Foto: Flávio Florido/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário