Segunda onda de Covid-19 na Europa preocupa COB na sequência de envio de atletas para continente - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Segunda onda de Covid-19 na Europa preocupa COB na sequência de envio de atletas para continente

Compartilhe


 

A Missão Europa, que desde julho tem mantido os atletas brasileiros treinando em Portugal, pode sofrer com restrições em breve. O aumento da segunda onda da covid-19 que vem assustando a Europa e países como Portugal, base do Missão Europa, tem revisto regras sanitárias e sociais para contar novas contaminações e mortes e O Comitê olímpico do Brasil vem monitorando a situação. As informações são do Blog Olímpico, de Marcel Merguizo.


No momento, a seleção feminina de rúgbi, já classificada para Tóquio, está treinando em Rio Maior. A seleção masculina de handebol é a próxima a embarcar, segundo cronograma do Time Brasil. Atletas do wrestling também têm planos europeus, assim como há solicitações do badminton, além do retorno de atletas do tênis de mesa, esgrima e triatlo. No entanto, essa volta aos treinamentos em Portugal só irá acontecer se os índices de propagação do vírus em Rio Maior permanecerem baixos, como estão até o momento.


A princípio, a missão Europa do COB irá até dezembro. Com as competições de diversos esportes voltando no país, o comitê olímpico brasileiro espera manter o objetivo da missão:  Que os atletas e equipes que fossem para Portugal ou outros países dentro desse projeto, precisariam manter o ritmo de treino e competição depois do período de preparação especial bancado pelo comitê. Mas sem certeza de que a pandemia está controlada no Brasil, e sem previsão de quando teremos uma vacina, o COB não descarta manter a missão para 2021.


O agravamento da pandemia de Covid-19 fez Portugal decretar o status de "situação de calamidade" nos últimos dias. Com a decisão, o país passa a adotar medidas mais rígidas de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus em seu território. O governo português passou a exigir máscara na rua e limitar as aglomerações em cinco pessoas em lojas, restaurantes e vias públicas. Nos casamentos e outras celebrações pessoais, serão permitidos até 50 convidados. A situação de calamidade será mantida por pelo menos 15 dias. 


Com informações de blog olímpico

foto: Divulgação/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário