Mundial de Ginástica Artística 2015 - Dias 3 e 4 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Mundial de Ginástica Artística 2015 - Dias 3 e 4

Compartilhe
Equipe brasileira que buscou a classificação inédita para as Olimpíadas | Foto: CBG

A bruxa esteve solta em Glagow durante as qualificatórias masculinas e tirou vários favoritos das finais por aparelhos, mas não impediu que a equipe brasileira fizesse história ao se classificar pela primeira vez para os Jogos Olímpicos.

A equipe formada por Francisco Barretto, Caio Souza, Lucas Bitencourt, Péricles da Silva, Arthur Nory e Arthur Zanetti teve a quarta melhor soma da barra fixa - com direito a 15.300 de Nory - quinta soma do cavalo com alças, sexta das argolas, sétima do solo, oitava do salto e 14ª das barras paralelas. 

Assim o Brasil terminou com a soma total de 349.057 pontos, o que rendeu a sétima posição, vaga para a final e para as Olimpíadas do Rio. Na frente dos brasileiros ficaram Japão, China, Grã Bretanha, Rússia, Estados Unidos e Suíça. A Coréia do Sul, na oitava posição, completou os classificados.

As grandes decepções do dia ficaram por conta de Romênia e Itália, 14ª e 19ª equipes, respectivamente.

As finais por aparelhos, no entanto, reservaram decepções tanto para o Brasil quanto para outros países donos de campeões olímpicos e mundiais. Arthur Zanetti terminou a prova das argolas com 15.433, muito abaixo do que está acostumado, e ficou na nona posição, fora da final. 

Campeão olímpico e bi mundial na barra fixa, o holandês Epke Zonderland ficou apenas na 31ª posição da barra fixa e não poderá buscar o tri. O russo Denis Ablyazin, no solo, é outro que não poderá mais buscar outro título mundial em Glasgow.

Entre todas as finais por aparelhos, não haverá nenhum campeão olímpico na disputa do final de semana.

O japonês Kohei Uchimura também teve decepcionou no solo e ficou com apenas 14.166, mas nem isso lhe tirou a primeira posição do individual geral, com 90.564. O ucraniano Oleg Verniaiev e o britânico Daniel Purvis fecharam o top-3 da eliminatória.

Além da final por equipes, o Brasil estará presente também no individual geral, com Arthur Nory, que se classificou em 11º, e Lucas Bitencourt, 20º. Arthur Nory também teve a melhor nota de execução da barra fixa e se classificou para a final do aparelho na terceira posição.

Abaixo um vídeo da festa dos brasileiros em Glasgow:

Nenhum comentário:

Postar um comentário