Doze guias auxiliarão brasileiros na campanha do Mundial de Atletismo Paralímpico, em Dubai


Na madrugada da última quinta-feira, 31, a delegação brasileira de atletismo embarcou para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, onde será realizado o Campeonato Mundial da modalidade. A equipe nacional contará com 43 competidores de 17 estados e do Distrito Federal. Ao todo, 17 atletas da Seleção são deficientes visuais. Para auxiliar aqueles que necessitam, o CPB levará 12 atletas-guias ao Oriente Médio. 

Os guias são atletas sem deficiência que dão suporte aos competidores com comprometimento na visão. Nas provas de pista, os velocistas da classe T11 (para cegos) obrigatoriamente correm com um atleta-guia. Já os competidores da classe T12 (baixa visão), podem optar por ter ou não o auxílio. Em eventos longos, como no caso do paulista Júlio Cesar Agripino, que corre os 5.000m, o atleta pode ser auxiliado por dois guias e a troca é feita durante a corrida.

A maioria dos atletas-guias ingressou no esporte por meio da prática olímpica. Essa foi a história do carioca Jonas Silva, 32 anos, que guia o fluminense Felipe Gomes, classe T11, que perdeu a visão aos 6 anos. A princípio, Jonas guiou Viviane Ferreira e fez sua estreia com Felipe nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, quando faturaram o ouro no revezamento 4x100m e a prata nos 100m, 200m e 400m.

“Eu conheci o Movimento Paralímpico por curiosidade. Já estava no fim da minha carreira como atleta e não tinha incentivo. Aqui eu me sinto realizado por guiar Felipe. Sei que é muita responsabilidade, pois corro por resultados que não são meus. Tenho satisfação pelo que já conquistamos juntos”, disse Jonas, que também é estudante de Educação Física.

Em agosto, 60 competidores do atletismo participaram dos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019, em que conquistaram 82 medalhas, sendo 33 de ouro, 26 de prata e 23 de bronze. Foi a segunda modalidade mais laureada na capital peruana, atrás apenas da natação. Estarão em Dubai 36 dos atletas brasileiros que competiram no Peru - 32 deles subiram ao pódio no evento continental.

Guiado por Jonas, Felipe Gomes foi vice-campeão nos 100m e nos 400m nos Jogos Parapan-Americanos de Lima. Dubai será o quinto Mundial disputado pelo atleta (Doha 2015, Lyon 2013, Christchurch 2011 e Assen 2006).

Foto: EXEMPLUS/CPB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes