Com objetivos alcançados e bons resultados, Brasil se despede da etapa de Portimão da Copa do Mundo de Ginástica Rítmica


A Ginástica Rítmica do Brasil encerrou de forma positiva sua participação na Copa do Mundo de Portimão, em Portugal, neste domingo (8). Foi a última competição antes do início do Campeonato Mundial, que acontecerá em Baku (AZE) a partir do próximo dia 16. E o saldo foi extremamente positivo para a equipe brasileira, presente em três finais.

A equipe do Conjunto, formada por Deborah Medrado, Beatriz Linhares, Camila Rossi, Nicole Pírcio e Vitória Guerra, mais uma vez conseguiu um ótimo resultado, desta vez na prova mista (três arcos e dois pares de maças), quando obteve a sua segunda maior nota na história da modalidade. As meninas brasileiras terminaram na quinta colocação, com 25,900.

Na semana anterior, na etapa da Copa do Mundo de Kazan (RUS), a Seleção de Conjunto tinha obtido 25,950 na prova das cinco bolas, melhor nota obtida por uma equipe do país na Ginástica Rítmica até hoje.

Na outra final disputada neste domingo, o time brasileiro não repetiu o bom desempenho da qualificatória na série das cinco bolas e ficou em oitavo lugar, com 19,800.

“Estamos muito felizes com a evolução do Conjunto brasileiro. A cada competição, o crescimento do desempenho das ginastas dentro da quadra é visível. É um grupo jovem e forte, vamos continuar trabalhando e lutando para fazer muita história pela frente”, comentou Camila Ferezin, técnica do conjunto e coordenadora de Seleções da CBG (Confederação Brasileira de Ginástica). Ela entende que o desempenho da equipe em Portimão terá uma importância muito grande no Mundial de Baku.

“Foi muito importante essa participação na Copa do Mundo de Portimão, especialmente por termos sido o quinto melhor conjunto no geral. Conseguimos superar países muito fortes na Ginástica Rítmica e esta é a prova de que estamos no caminho certo. Nos próximos dias, vamos treinar e focar muito na execução das séries para fazermos bonito no Mundial”, completou a treinadora.

No Individual, a Ginástica Rítmica do Brasil participou da final da fita, onde Natalia Gáudio, medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima no Geral, fez boa apresentação, sem erros, terminando na oitava colocação, com a nota 16,550.

A outra representante brasileira no Individual, Barbara Domingos não conseguiu chegar às finais por aparelho, mas sua participação foi elogiada pela treinadora Marcia Naves. “A Barbara competiu muito bem, em especial na série de fita, que teve grande aprovação do público na Arena de Portimão. Um ponto positivo foi o aumento das notas de arco e fita e a manutenção dos 18 pontos na bola. Em toda competição, ela teve apenas uma perda de aparelho, o que é importante nessa fase de preparação para o Mundial”, afirmou.

Foto: CBG/Ricardo Bufolin

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes