Mundial de Judô 2019 - Dia 2


O Japão dominou o segundo dia de disputas do Mundial de Judô, que está sendo realizado em Tóquio (JPN) após conquistar os dois ouros em disputa nesta segunda-feira (26).

Nos 66kg M, Joshiro Maruyama (JPN) foi o campeão da categoria, após derrotar na final Kim Lim-hwan (KOR) por waza-iri. Os bronzes foram para Hifume Abe (JPN) e Denis Vieru (MDA).

Já na categoria até 52kg F, a vencedora foi Uta Abe (JPN), que atropelou Natalia Kuziutina (RUS) com um ippon em apenas 29s de luta!! Os bronzes ficaram com Ai Shishime (JPN) e Majlinda Kelmendi (KOS).

Brasileiros longe da disputa de medalha pelo segundo dia seguido 
Pelo segundo dia seguido, o Judô no Brasil não chegou perto das medalhas em Tóquio. O bom início de Daniel Cargnin com duas vitórias em seguida indicava o potencial que o campeão mundial júnior de 2015 tinha para avançar em seu segundo Mundial Sênior. Porém, os planos do brasileiro para chegar à medalha inédita pararam nas oitavas-de-final diante do ucraniano Bogdan Iadov.

Sua categoria foi a mais cheia desse Mundial, com o expressivo número de 92 atletas. Para chegar ao bloco final do evento, onde acontecem as repescagens, semifinais e finais, Cargnin precisaria vencer três.

As duas primeiras ele conseguiu. Superou o turco Sinan Sindal com vitória por ippon e, em seguida, bateu o búlgaro Bozhidar Temelkov, com um waza-ari no golden score.

A terceira luta parecia se encaminhar para um final positivo para o brasileiro, que imprimiu maior volume de ataques e forçou duas punições ao ucraniano Iadov. Com o placar zerado de pontuações, a decisão foi para o golden score e, numa tentativa de projeção, Daniel levou contra golpe. O lance foi tão dividido que precisou ser revisado pela comissão de vídeo e a arbitragem validou como waza-ari para Iadov, interrompente, assim, a última chance de medalha do Brasil no segundo dia de competição.

"Eu estava tão focado durante a luta que, confesso, não vi se foi ou não. Acho que é o momento de fazer uma análise crítica, não só desse lance, mas de toda a competição, trabalhar, corrigir e seguir em frente", disse ao deixar a área de competição.

Daniel Cargnin é o atual número 9 do mundo no meio-leve masculino. Neste ano, ele conquistou oouro no Campeonato Pan-Americano de Judô e foi prata nos Jogos Pan-Americanos.

O Campeonato Mundial de Judô continua nesta terça-feira, terceiro dia de disputas na Nippon Budokan. A única brasileira no tatami será a campeã olímpica Rafaela Silva, que vem de uma temporada vitoriosa na qual acumulou sete medalhas, entre elas, ouros nos Jogos Pan-Americanos, no Grand Prix de Budapeste e no Grand Slam de Baku.

As preliminares começam às 22h desta segunda-feira, 26, e as finais serão a partir das 7h da manhã de terça-feira, no horário de Brasília.

Foto: Federação Internacional de Judô

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes