Wimbledon 2019 - Último dia: Em final épica, Novak Djokovic vence Roger Federer e conquista o seu 5° título


Em um final épica e que teve a duração de quase cinco horas, o sérvio Novak Djokovic derrotou o suíço Roger Federer por 3 sets a 2, para conquistar pela quinta vez o título de Wimbledon, o segundo de forma consecutiva.

O primeiro set durou quase uma hora e foi de muito equilíbrio. Apenas o Federer teve uma chance de break point no quarto, porém o suíço desperdiçou a oportunidade com um erro não forçado. Com os tenistas confirmando os seus saques, o set foi para o tiebreak. Federer chegou a liderar com 5-3 e saque, mas cometeu um erro não forçado que lhe custou caro. Djokovic fez quatro pontos seguidos, fechando o tiebreak em 7-5.

Já o segundo set foi completamente diferente com amplo domínio do Federer, que conseguiu logo duas quebras e abriu 4-0. Djokovic esteve irreconhecível em quadra, cometendo muitos erros e só vencendo apenas 27% dos pontos com o seu primeiro saque. O suíço ainda obteve mais uma quebra no sétimo game e fechou o set por 6-, em apenas 25 minutos.

O terceiro set foi muito semelhante ao primeiro, com os dois confirmando os seus serviços. Federer chegou a ter um set point no décimo game, mas Djokovic salvou com um excelente saque. Com isso, o set foi para o tiebreak em que Djokovic de novo foi mais regular e fechou em 7-4, ficando novamente em vantagem.

O quarto set se manteve sem quebras nos primeiros quatro games, mas Federer obteve duas quebras seguidas (no quinto e sétimo games). Djokovic conseguiu sua primeira quebra na partida no oitavo game, devolvendo uma das quebras do set, porém o suíço confirmou o seu serviço no nono game, fechando por 6-3, empatando novamente a partida e levando para o set decisivo.

O set decisivo começou com Federer salvando três break points em seu saque no quarto game, porém no sexto game não teve jeito e Djokovic conseguiu quebrar o saque do suíço, que não se abateu e devolveu a quebra no game seguinte. Os tenistas foram confirmando os seus serviços até o décimo quinto game, quando Federer conseguiu quebrar o serviço e sacou para o jogo no game seguinte. O suíço chegou a ter dois match points que lhe dariam o nono título, mas cometeu três erros não forçados que lhe custaram o game e o sérvio devolveu a quebra.

Federer voltou a ter duas oportunidades de quebrar o saque de Djokovic no vigésimo terceiro game, mas o sérvio conseguiu salvá-los. Após 24 games disputados, o título foi decidido no tiebreak, que estreou nesta edição do torneio. Assim como nos tiebreaks anteriores, Djokovic foi mais consistente e fechou a partida em 7-3. O sérvio foi o primeiro tenista a ganhar três tiebreaks em uma final de Grand Slam.

Confira o ponto que deu o título a Novak Djokovic:

Este foi o décimo sexto título de Grand Slam da carreira do sérvio, atrás apenas de Rafael Nadal (18) e Roger Federer (20). O suíço, por sua vez, perdeu a chance de ampliar a vantagem na liderança de títulos de Grand Slam e de ultrapassar Nadal e assumir a segunda posição no ranking da ATP.

Foto: AELTC

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes