Mundial de Esgrima 2019 - Dia 7: Coreia do Sul e China vencem finais acirradas nos torneios por equipes


O Brasil voltou em pista hoje para as eliminatórias do florete feminino e espada masculina. O time composto por Ana Beatriz Bulcão, Gabriela Cecchini, Mariana Pistoia e Ana Toldo na reserva levou uma incrível virada na Austria na estreia: ganhando por 35/19, permitiram a derrota por 44/43 e terminou na 17ª posição. 

Já na espada, Alexandre Camargo, Fabrizio Lazaroto Athos Schwantes conseguiram uma tranquila vitória diante do Kuwait por 45/19 antes de caírem face aos atuais vice-campeões mundiais: Coreia do Sul 45/31 Brasil, com ótimo desempenho de Camargo, responsável por 18 dos 31 toques do time, que terminou em 30º lugar.



Substituição no florete masculino em busca da vaga olímpica

Julien Baneux, que torceu o joelho nas eliminatórias do florete, na última quarta-feira, foi substituído por Pierre de Souza, convocado "em caráter de urgência". A decisão foi tomada pela Direção Técnica e Presidência da CBE, em conjunto com o técnico de Florete Masculino, Alexandre Teixeira e anunciada em ofício do dia 19 de julho.

Assinado pelo Presidente Ricardo Machado e pelo Vice-Presidente Arno Périllier Schneider, o documento afirma que "referida substituição se justifica dada a importância da prova por Equipes frente à possibilidade de classificação olímpica daquela equipe brasileira". Souza é o quinto melhor no ranking nacional e deve ser o reserva da equipe que estreia amanhã às contra 7:30 contra a Hungria. A vitória é fundamental para que o Brasil continue a perseguir o Canadá por uma vaga olímpica. Os adversários estreiam na mesma hora do Brasil, e são favoritos contra Taiwan. Amanhã também tem início as eliminatórias do sabre feminino por equipes, sem participação brasileira.

Primeiras medalhas por equipe são definidas


Hungria e Coreia do Sul protagonizaram uma final eletrizante para delírio do público que lotou o Centro de Conferências SYMA tentando empurrar o país-sede em seu segundo ouro. A final iniciou com uma repetição da final individual, de quarta-feira: Medalhista de prata, Andras deixou o entregou o time húngaro em vantagem (5/4) diante do campeão Oh Sanguk. Um jogo muito equilibrado viu Oh Sanguk fechar o confronto por 45/44 contra o bicampeão olímpico Aron Szilagyi. A medalha de bronze ficou com a Itália que derrotou a Alemanha por 45/38.

Na disputa em equipes de espada feminina, as principais favoritas caíram já nas quartas-de-final. EUA, atual campeã mundial e líder do ranking, foi surpreendida pela Itália num atípico placar de 25/22, enquanto a Polônia, vice-líder, caiu diante da Ucrânia, por 45/38. Itália e Ucrânia não sustentaram o bom momento e caíram nas semifinais; o bronze ficou com a Itália, numa vitória por 45/36. Numa final equilibrada, a China, 5ª colocada no ranking, levou um surpreendente ouro contra a Rússia, que buscou uma desvantagem de 21/26 e 24/28 para um empate e improvável toque de ouro que sagrou a China como nova campeã mundial: 29/28.


As eliminatórias da espada masculina, que também aconteceram neste domingo viu a Rússia, principal favorita, passar um sufoco no final do combate, vencendo o Cazaquistão por 45/44 e marcar presença em combate contra a China amanhã de manhã. Os outros combates de quartas serão: Ucrânia x Itália; França x Coreia do Sul; Suíça x Israel. No prosseguimento dos combates do florete feminino deu a lógica e as principais favoritas se enfrentam amanhã pelas medalhas: França x Polônia, Japão x Itália, Rússia x Coreia do Sul e Canadá x EUA serão os combates de quartas.

Fotos: BizziTeam - FIE / CBE 

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes