Atleta americana que sonhava ir para Tóquio 2020 morre após longa batalha contra o câncer


A corredora de fundo Gabriele "Gabe" Grunewald morreu de câncer aos 32 anos, conforme noticiado por seu esposo, via instagram, na noite de terça-feira, por meio de um emocionante texto.

"Às 7:52 eu disse 'mal posso esperar para te ver de novo' à minha heroína, minha melhor amiga minha inspiração, minha esposa", escreveu o marido de Gabriele, Justin Grunewald. "Eu sempre me senti como o Robin para o seu Batman e sei que nunca vou conseguir preencher esse vazio no meu coração".

Seu falecimento veio dias depois que seu marido compartilhou que a atleta, que foi diagnosticada pela primeira vez com câncer em 2009, estava em tratamento em sua casa, em Minneapolis/Minnesota, depois que sua saúde se agravou.

Gabe estudou na Universidade de Minnesota quando foi diagnosticada com uma forma rara de câncer na glândula salivar chamada de carcinoma adenoide cístico (ACC). Um ano depois, ela foi diagnosticada com câncer de tireoide.

Ela não deixou o câncer parar sua carreira, no entanto, e terminou em quarto lugar na corrida de 1.500 metros no qualificatório olímpico para os Jogos de Londres/2012, mesmo após passar por tratamentos e cirurgias. Um ano depois, Gabe atingiu seu recorde pessoal e conquistou o título nacional dos 3.000 metros em 2014.

Ainda em 2014, participou do mundial de atletismo em pista coberta, em Sopot, na Polônia, promovido pela IAAF, terminando a prova de 3.000 metros em 9º lugar.

Infelizmente, o ACC retornou em 2016. Os médicos removeram 50% de seu fígado em uma cirurgia que a deixou com uma cicatriz no abdômen. Mesmo diante de todas as adversidades, a atleta sonhava em se qualificar para as Olimpíadas de 2020

Foto: Divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes