Às vésperas do Pan, Brasil ganha a etapa de Geesteren da Copa das Nações de Saltos no Hipismo


Às vésperas da convocação para os Jogos Pan-Americanos 2019, o Brasil garantiu na última semana o ouro na etapa de Geesteren (NED) da Copa das Nações de Saltos no Hipismo.

Com os cavaleiros Marlon Zanotelli / Sirene de la Motte (4/0), Felipe Amaral/ Germanico T (0/0), Pedro Muylaert / C´est Dorijke (8/4) e Pedro Veniss / Quabri de L Isle -(0/não saltou). Com o resultado dos dois primeiros brasileiros e das outras equipes, Pedro Muylaert sabia que podia até cometer uma falta para garantir a vitória. Dito e feito e o cavaleiro olímpico Pedro Veniss com seu Quabri nem precisou saltar o 2º percurso.

A forte equipe da Holanda saltou em casa com Maikel van der Vleuten / Dana Blue (4/0), Willem Greve / Zypria S (8/0), Willem Greve / Zypria S (8/4) e Marc Houtzager / Sterrehof´s Calimero (0/4) sagrou-se vice-campeã, fechando com 16 pontos perdidos. A Espanha garantiu bronze, 28 pp, seguida pela Alemanha, 20 pp, empatados em 5º lugar vem a Suécia, Bélgica e Japão, 32 pontos, e a Austria foi 8ª, 87 pp.

A disputa foi a última Copa das Nações antes da convocação do Time Brasil de Salto para os Jogos Pan-americanos 2019, em Lima, no Peru, entre 27/7 e 11/8. No Salto as três primeiras equipes carimbam o passaporte de seus países para Toquio 2020, lembrando que os EUA já estão qualificados com ouro nos Jogos Equestres Mundiais 2018. O Brasil vai tentar o sexto título por equipes no Pan, uma vez que foi campeão no Canadá 1967, Cuba 1991, Argentina 1995, Canadá 1999 e Rio de Janeiro 2007.

"Todos estavam realmente espetaculares hoje. Para os Jogos Pan-americanos ainda temos alguns dias para confirmar a equipe, mas a formação de hoje tem uma boa chance", disse o chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda, que liderou o Time Brasil ao lado do técnico suiço Phillip Guerdat, que liderou a França na conquista do ouro na Rio 2016.  Pedro Veniss também comentou sobre o cavalo Quabri e metas. "Meu cavalo tem 15 anos, então eu estou focado em Copas das Nações e qualificação olímpica", destacou Veniss, integrante do Time Brasil medalha de ouro no Pan Rio 2007.

Felipe Amaral, que integrou a equipe 4ª colocada no Pan 20915, fez o único duplo zero com Germanico T. "Germanico tem 12 anos, mas ainda não tem muita experiencia. A primeira Copa das Nações dele foi ano passado em La Baule e vencemos. Ele nasceu na Holanda e veio para o Brasil aos dois anos. Desde o ano passado, estou com ela na na Europa", disse Amaral.

Pedro Veniss destacou a união da equipe. “Não somos apenas colegas de equipe, mas também amigos. Realmente apoiamos um ao outro para fazer acontecer. Vencer uma grande disputa com essa ao lado dos melhores amigos é realmente especial."

Foto: FEI

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes