World Sailing nega possibilidade de mudança de nome da classe Laser em Tóquio 2020


A World Sailing negou os rumores que o nome da classe individual olímpica será mudado do laser para o ILCA Dinghy nos Jogos Olímpicos do próximo ano em Tóquio, devido a uma disputa de equipamento em andamento.

Em um comunicado, a World Sailing revelou que não "endossou ou pré-aprovou a proposta mudança de nome do Laser para o ILCA Dinghy".

Apesar do comunicado, a Associação Internacional de Classe Laser (ILCA) afirmou durante a  semana passada que todos os barcos aprovados pela classe serão vendidos e concorridos com o novo nome.

A ILCA está atualmente trancada em uma fila com sua maior fabricante, a LaserPerformance, maior produtora mundial de pequenos veleiros e principal fornecedora de barcos a laser na Europa e na Ásia, após o término de um acordo com a empresa.

Acredita-se que essa seja a razão por trás da repentina mudança de nome, pois a LaserPerformance manteve os direitos sobre a marca registrada laser.

Laser tem sido o equipamento usado para eventos de uma pessoa nos Jogos Olímpicos desde Atlanta 1996.

Mas a disputa levou a preocupações de que possa ser substituído por outro barco para as Olimpíadas de 2024 em Paris.

Um evento de teste de vela para Tóquio 2020 foi realizado em setembro e uma nova competição está prevista para Enoshima em agosto.

A World Sailing já havia criticado os preparativos de seu esporte para Tóquio 2020.

Foto:Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes