Brasil já garante quatro duplas na segunda fase na etapa de Brasília do Circuito Sul-Americano de Vôlei de Praia


O Brasil avançou com quatro duplas à segunda fase da etapa de Brasília (DF) do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia 2019. Na sexta-feira (05.04), os times entraram em quadra pela fase de grupos e garantiram a classificação antecipada para as quartas de final após as disputas no Parque da Cidade. Os duelos seguem neste sábado (06.04) com entrada franca e jogos pela rodada final da fase de grupos e quartas de final.

No naipe masculino, Hevaldo e Arthur Lanci (CE/PR) começaram o dia superando os colombianos Paternina e Cabrera por 2 sets a 0 (21/15, 21/18). Horas depois, vitória sobre os bolivianos Cova/Franco novamente em sets diretos, mas desta vez com mais facilidade: 21/9, 21/10.  Hevaldo analisou o bom início do time no torneio.

“Estamos nos adaptando ao clima, em Brasília, a bola flutua um pouco mais, então é necessário realizar alguns pequenos ajustes. Estamos tranquilos, mas focados para fazermos nosso melhor. Tivemos um bom volume de jogo, combinação bloqueio e defesa, nas duas partidas e queremos manter isso para os próximos confrontos”.

Já com a primeira colocação do grupo A garantida, eles encerram participação na chave neste sábado, contra os também bolivianos Edson/Gonzales, às 9h40 (de Brasília).

Já Ramon Gomes e Fernandão (RJ/ES) acabaram sofrendo duas derrotas. Na primeira, foram superados por 2 sets a 1 (19/21, 21/13, 15/13) pelos venezuelanos Charly/Tigrito. No segundo jogo do dia, os chilenos Marco e Esteban Grimalt levaram a melhor também no set de desempate: 21/17, 18/21, 15/11. A dupla não tem mais chances de avançar à segunda fase e cumpre tabela neste sábado, às 8h, contra os colombianos Corredor e Perea.

No naipe feminino, com três duplas brasileiras no grupo A, foram vários os confrontos verde e amarelo. No primeiro deles, Tainá e Victoria (SE/MS) superaram Juliana Simões e Aline (PR/SC) por 2 sets a 0 (21/18, 21/15). Também pelo grupo A, Carolina Horta e Ângela (CE/DF) largaram com vitória por 2 sets a 0 (21/18, 21/11) sobre as venezuelanas Agudo/Gabi.

Horas depois, Carolina Horta/Ângela superou Juliana Simões/Aline por 2 sets a 0 (21/16, 21/16), enquanto Tainá/Victoria venceu Agudo/Gabi por 21/13, 21/19. Neste sábado, Tainá/Victoria e Carol/Ângela se enfrentam valendo a primeira colocação do grupo, às 11h20. Juliana e Aline, já eliminadas, cumprem tabela contra Agudo/Gabi.

Carolina Horta comentou sobre os duelos brasileiros no torneio continental e analisou a evolução da parceria com a brasiliense Ângela.

“Foi um dia bem produtivo, conseguimos duas vitórias jogando bem. A cada torneio nosso time vai ficando mais entrosado, vai criando mais uma cara. Treinamos em localidades diferentes e essa questão do entrosamento faz diferença. Percebo evolução grande de um torneio para o outro. Queríamos que todas as duplas brasileiras fossem avançando para a semifinal, mas infelizmente as duplas se cruzaram antes, é uma pena, mas faz parte. Fico feliz em atuar aqui, tenho muitos familiares que puderam acompanhar de perto. Espero que a gente siga vencendo e realizando um bom torneio”.

Pelo grupo B, a paraibana Andressa atuou ao lado da atleta da casa Solange, em substituição realizada na véspera do torneio. A medalhista olímpica Juliana, parceira habitual de Andressa, acabou sofrendo deslocamento vertebral durante partida pela Continental Cup, na última quinta-feira, e não teria condições de entrar em quadra.

A dupla ‘improvisada’ largou com vitória sobre as argentinas Ana Gallay e Fernanda Pereyra por 2 sets a 1 (21/19, 20/22, 12/15). No segundo jogo do dia, vitória sobre as uruguaias Bausero/Vargas por 2 a 0 (21/12, 21/13). Elas encaram neste sábado, às 10h30, as colombianas Viviana e Margarita, mas já estão com a liderança da chave garantida.

Foto: CBV

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes