Presidente da CBSk, Bob Burnquist inicia movimento pela legalização da maconha no esporte


Um dos maiores nomes da história do skate e presidente da confederação brasileira de skate, Bob Burnquist decidiu lutar pela legalização da maconha no esporte, um assunto polêmico e considerado tabu para muitos.

Em entrevista à ESPN, Bob reforçou que a Cannabis tem funções analgésicas que poderiam trazer benefícios em tratamentos de dores crônicas e lesões. Mesmo sem ser um estimulante, a substância é proibida pela WADA (Agência Mundial Antidoping):

"Quero liderar os estudos, montar uma comissão e fazer um movimento de ir à Wada debater isso. É evidente (que a Cannabis) não melhora performance, mas melhora, sim, e muito, a sua dor, sem precisar da p… de um opioide. É uma oportunidade que o skate está tendo de liderar um movimento, mantendo assim, inclusive, a nossa identidade de contestar, além de não nos matarmos com drogas muito mais perigosas" explicou

Em postagem recente nas redes sociais, onde Bob fala bastante sobre o tema, ele revelou que já usou óleo de canabidiol - substância extraída da folha da maconha - para se curar de lesões e evitar usar opioides: "Em toda minha carreira como esportista, já quebrei 37 ossos e articulações. E as recuperações sempre foram acompanhadas de muitas, muitas dores. (...) Só eu sei as dores que passei e o quanto o óleo do canabidiol, por exemplo, me ajudou nessas horas, mesmo antes de as pesquisas científicas comprovarem a sua eficácia para o tratamento da dor, entre outras enfermidades"




[FL] Em toda minha carreira como esportista já quebrei 37 ossos e articulações. E as recuperações sempre acompanhadas de muitas, muitas dores... enfim, como dizem no Brasil, "ossos (quebrados😁) do ofício". Nos EUA, tenho visto cada vez mais atletas utilizando opioides para tratar suas dores, o que é muito preocupante, devido aos inúmeros prejuízos para a saúde, afastamento do esporte por causa do vício, sem falar das mortes... todo dia mais de 100 óbitos de overdose são registrados no país em consequência do abuso de opioides. Por outro lado, segundo estudo da Universidade da Pensilvânia, 13 Estados que liberaram o uso medicinal da maconha tiveram redução de 24,8% nessa taxa de mortalidade. Por essas e outras razões, defendo a regulamentação do uso da cannabis medicinal. Só eu sei as dores que passei e o quanto o óleo do canabidiol por exemplo me ajudou nessas horas, mesmo antes de as pesquisas científicas comprovarem a sua eficácia para o tratamento da dor, entre outras enfermidades. #saude #cannabismedicinal #canabidiol #cbd #opiodesnao #opioid #opioidcrisis #chronicpain #opioidwareness #marijuanamedicinal
Uma publicação compartilhada por Bob Burnquist (@bobburnquist) em

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes