Países asiáticos dominam a etapa de Melbourne da Copa do Mundo de Ginástica Artística


Com oito dos 10 títulos, os ginastas asiáticos dominaram a Copa do Mundo de Aparelhos Individuais da FIG em Melbourne (AUS), no último final de semana, etapa da qualificatória individual para Tòquio/2020.

Ginastas da China, Taipé Chinesa, Japão, Coreia e Filipinas dividiram a maioria das honras, com Vanessa Ferrari (ITA) e Igor Radivilov (UKR) ganhando um título cada.

Mais de 90 atletas de 30 nações viajaram para a Melbourne para a terceira edição da competição, a primeira Copa do Mundo de 2019 em Ginástica Artística. A competição é a segunda etapa da série de Copas do Mundo entre 2018-2020, que começou em novembro passado em Cottbus (GER) e vai até março de 2020, valendo vagas individuais para os Jogos Olímpicos.

Chineses reivindicam quatro títulos

As equipes masculina e feminina da China reivindicaram dois títulos cada. A bicampeã mundial Fan Yilin fez uma apresentação irretocável nas barras assimétricas, para alcançar a nota de 14.833, com um grau de dificuldade de 6.3. Em segundo lugar, ficou Lyu Jiaqi, também da China, e Georgia-Rose Brown (AUS) ganhou o bronze para as donas da casa.

A novata Zhao Shiting, de apenas 16 anos,  mostrou bastante personalidade para levar o título na trave. Zhao ficou a apenas 0,066 da vice-campeã, a autraliana Emma Nedov O bronze ficou com Mana Oguchi (JPN).

Liu Yang, campeão mundial de 2014 nas argolas, saiu vitorioso em sua especialidade, batendo o brasileiro Arthur Zanetti, que ficou na terceira posição. A prata foi para You Hao, também chinês. 


Com uma enorme grau de dificuldade, em 6.8, You Hao conquistou a vitória na final das barras paralelas, com belo 15,066. Os turcos Ahmet Önder (14.633) e Ferhat Arıcan (14.366) seguiram o chinês no pódio.

Estrelas em ascensão Yeo e Yulu impressionam

Vindo de ano em ascensão, Yeo Seojeong (KOR) e Carlos Yulo (PHI) começaram bem 2019, levando uma medalha de ouro cada na Copa do Mundo de Melbourne.

Yeo conquistou seu segundo título no salto feminino, apenas 0,066 à frente da experiente e inoxidável atleta Oksana Chusovitina (UZB). Chusovitina, que completa 44 anos em junho, também ficou em segundo lugar, atrás de Yeo, nos Jogos Asiáticos do ano passado. A novata Yu Linmin (CHN), completou o pódio. 

Yulo, que fez história para as Filipinas com sua medalha de bronze em Doha, ganhou a medalha de ouro em uma final apertada no solo masculino, alcançando 14.566. Os medalhistas de prata e bronze empataram com a mesma pontuação de 14.500, mas as regras de desempate (execução) fizeram Hibiki Arayashiki (JPN) levar a prata e Rayderley Zapata (ESP) e Dominick Cunningham (GBR) dividirem o bronze com as mesmas pontuações de dificuldade e execução.

Veteranos, Vanessa Ferrari e Igor Radivilov levam ouros para o Velho Continente

A atleta olímpica Vanessa Ferrari (ITA), de 28 anos, fez um retorno arrebatador para ganhar a medalha de ouro no solo feminino, após 16 meses de uma grave lesão, no Campeonato Mundial de Montreal em 2017 (CAN). Paula Mejías (PUR) ficou com a prata e Zhao ganhou outra medalha para China com o bronze.

O bicampeão olímpico, Igor Radivilov (UKR), conseguiu dois enormes saltos (Dragulescu e um Tsukahara) para liderar um pódio completamente europeu no salto sobre o cavalo. O francês Loris Frasca terminou 0,49, enquanto Cunningham ganhou outra medalha de bronze pela Grã-Bretanha.

Taipé Chinês e Japão garantem um ouro cada

O medalhista de bronze de 2018 no mundial de Doha, no cavalo com alças, Lee Chih-Kai (TPE), entregou uma rotina consistente de 15.266 nas finais do aparelho, conquistando o ouro. Weng Hao (CHN), o melhor classificado, teve de se contentar com o segundo lugar. Tomomasa Hasegawa (JPN) garantiu o bronze.

Hidetaka Miyachi (JPN) encerrou a competição com uma rotina espetacular na barra horizontal. Ele mostrou um exercício com seu nome. Epke Zonderland (NED), campeã olímpica de 2012 e atual campeã mundial, empatou com a Miyachi, mas conquistou a prata pelos critérios de desempate. O bicampeão olímpico Zhang Chenglong (CHN), campeão mundial em 2010 neste aparelho, ficou com o bronze. 

A série da Copa Individual da FIG continua de 14 a 17 de março em Baku (AZE).

Fotos: Divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes