COI afirma que investigações na AIBA estão progredindo

Um comitê encarregado de supervisionar uma investigação sobre a Associação Internacional de Boxe (AIBA) realizou sua primeira reunião desde que foi criada em dezembro, confirmou o Comitê Olímpico Internacional (COI).

Um porta-voz do COI disse ao site insidethegames que a reunião teve lugar em Lausanne na última quarta-feira (16 de Janeiro) e que a investigação, iniciada devido a problemas em curso com a governança da AIBA, gestão e integridade das suas competições financeira, está "progredindo".

A informação vem à tona logo depois que a AIBA levantou questionamentos sobre o atraso no COI  quando aos próximos passos em sua investigação, incluindo a confirmação do processo de qualificação para um possível torneio olímpico de boxe em Tóquio 2020.

O presidente da AIBA, Gafur Rakhimov, cuja eleição para o cargo principal da organização é a questão principal delineada pelo COI, devido a seu nome ser listado como "um dos principais criminosos do Uzbequistão", havia solicitado uma preliminar "reunião com a Comissão de Inquérito.

O Comitê de Inquérito, liderado pelo membro do Conselho Executivo do COI, Nenad Lalovic, avaliará o progresso da AIBA em tratar das preocupações destacadas pelo COI e fará uma recomendação ao Conselho Executivo, que não deverá realizar sua próxima reunião até o final de março.

O grupo também inclui a dupla medalhista olímpica de hóquei no gelo Emma Terho, uma atleta eleita membro do COI em Pyeongchang 2018, e Richard Carrion, o mais próximo desafiante de Thomas Bach na corrida presidencial em 2013 e agora o presidente executivo da Popular. Inc. controladora do Banco Popular de Porto Rico e Banco Popular.

O inquérito poderia levar a AIBA a perder o direito de organizar o evento olímpico de boxe em Tóquio 2020, que deverá ocorrer com ou sem a participação do órgão regulador do esporte.

Autoridades do COI estão esperançosas de que a confirmação final de que haverá uma competição olímpica de boxe em Tóquio 2020 - e quem irá organizá-la - será realizada na sessão de Lausanne em junho.

O presidente do COI, Bach, assegurou aos atletas que um evento de boxe será realizado de alguma forma nos Jogos daqui a dois anos, mas sua forma exata continua incerta.

Em um comunicado divulgado, a AIBA disse que 2019 seria "um ano de ação e de renovação para a AIBA". "Nós refletimos sobre as lições aprendidas com o passado e, olhando para frente, temos grandes ambições para desenvolver nosso esporte em todo o seu potencial", acrescentou a organização.

Funcionários da AIBA, incluindo os membros do Comitê Executivo Pat Fiacco e Terry Smith, reuniram-se na capital olímpica na semana passada em preparação para a reunião do Comitê Executivo da organização em Istambul, de 8 a 9 de fevereiro.

Um relatório da PricewaterhouseCoopers sobre o evento de boxe nos Jogos Olímpicos da Juventude do ano passado em Buenos Aires, implementado para proteger a integridade da competição, estava entre os principais tópicos da agenda.

É alegado que os funcionários revisaram todas as 21 observações da auditoria e "desenvolveram estratégias para a implementação de cada uma".

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes