Principais nadadores velocistas do Brasil participam de treino no Rio visando pódio em Tóquio 2020

Oito potenciais integrantes do 4x100m livre masculino brasileiro fazem entre esta quarta-feira e sábado, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio, um "intensivão" de preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. O revezamento é tido como uma das principais esperanças de medalha para a Olimpíada e tem um histórico consistente de medalha em eventos internacionais nas últimas duas temporadas. As informações são do site 'globoesporte.com'

Mas, mais do que treinamentos, a reunião dos nadadores prevê uma série de atividades fora d'água e que não dizem exatamente respeito a medidas para melhorar tempo. Os atletas passarão farão um batelada de exames e testes físicos no laboratório do COB (Comitê Olímpico do Brasil) - que organiza o treinamento junto com a CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) -, reuniões de planejamento e até noções de "filosofias e estratégias de revezamento".

Dos oito participantes, quatro estiveram nos Jogos do Rio (Bruno Fratus, João de Lucca, Gabriel Santos e Marcelo Chierighini) e outros quatro são apontados como expoentes da nova geração (Pedro Spajari, Breno Correia, André Calvelo e Marco Antonio Ferreira Júnior).

O grupo se apresentou no Rio na quarta (30) e as atividades na piscina serão diárias. Na manhã de quinta, faz os exames no laboratório do COB e reuniões de planejamento para esta e a próxima temporada. Na sexta faz a reunião para discutir filosofias de revezamento e, no sábado, atividades específicas de treinamento de troca - quando um nadador completa seu percurso e se aproxima da parede de chegada para a partida do companheiro.

A constância de resultados relevantes e a pluralidade de bons nadadores despertaram a atenção da CBDA e do COB, que em 2019 vão investir na equipe. Além do treinamento do Rio, os nadadores devem ser enviados para competições no exterior, principalmente nos Estados Unidos.

Até hoje, o Brasil teve apenas uma medalha olímpica no revezamento 4x100m livre, um bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000. Na ocasião, a equipe era formada por Gustavo Borges, Carlos Jayme, Fernando Scherer e Edvaldo Valério.

Além do foco no 4x100m livre, COB e CBDA também vão investir no revezamento 4x200m livre masculino, que no Mundial em piscina curta de Hangzhou levou a medalha de ouro e bateu o recorde mundial da prova. A intenção é fazer um treinamento similar em fevereiro ou março. A média de idade do time que foi ao topo do pódio na China era de 21 anos (os integrantes eram Luiz Altamir, Fernando Scheffer, Leonardo Santos e Breno Correia).


foto: Divulgação/CBDA

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes