Michael Phelps é homenageado por seus esforços na defesa de pessoas que sofrem com doenças mentais

O multimedalhista olímpico de ouro americano, Michael Phelps, foi homenageado com o Prêmio Morton E. Ruderman, por seu papel na defesa das pessoas com deficiência. O ícone da natação, hoje com 33 anos, foi homenageado pela Ruderman Family Foundation, sediada em Boston, uma das principais instituições americanas na luta por mais visibilidade e oportunidade para os deficientes.

A Fundação selecionou Phelps devido "seu empenho na defesa dos direitos das pessoas com deficiência, bem como sua própria jornada para manter a saúde mental".

Desde os Jogos Olímpicos do Rio, Phelps tem participado ativamente no auxílio a pessoas que sofrem com doenças mentais, inclusive a partir de sua fundação filantrópica "The Michael Phelps Foundation", parceira na expansão de ofertas de programas para incorporar lições e atividades que ajudem no combate a doenças mentais.

Em 2017, o nadador se juntou ao conselho da Medibio, uma empresa australiana de tecnologia médica. A Medibio desenvolveu uma nova tecnologia que ajuda a diagnosticar distúrbios mentais, como depressão ou estresse crônico. No ano passado, a fundação do americano também anunciou uma parceria com a Talkspace, que oferece terapia online para aqueles que estão passando por momentos difíceis.

Phelps também teve participação importante no cenário midiático. Foi entrevistado no ano passado no "The Today Show" destacando: “Ser capaz de abrir a conversa sobre isso (doenças mentais). Acho que é algo verdadeiramente importante".

Esta semana, Phelps agradeceu à Ruderman Family Foundation por “seus esforços contínuos para ajudar a eliminar a vergonha e o estigma que cercam a doença mental".

“Juntos, podemos normalizar a conversa sobre saúde mental e reconhecer o potencial de cada pessoa - com ou sem doença mental - para contribuir com nosso mundo de maneira única”.
Foto:  Divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes