COI demonstra decepção sobre decisão que absolveu esquiador russo de punição por doping

"É com decepção que o Comitê Olímpico Internacional (COI_ foi informado da decisão do Tribunal Federal Federal Suíço de rejeitar o apelo do COI contra a decisão do CAS (Tribunal Arbitral do Esporte) datada de 23 de abril de 2018, sobre o esquiador russo Cross-Country Alexander Legkov". Assim se iniciou a nota editada pela entidade, que criticou a decisão do Tribunal Suíço. 

O COI informou que havia contestado da decisão do CAS, como forma de proteger os atletas limpos. Legkov sofreu uma desqualificação após ser constatada violação da regra antidoping nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi/2014. 

A violação foi anunciada inicialmente em 1º de novembro de 2017 por uma Comissão Disciplinar do COI. O atleta russo foi desqualificado dos Jogos em Sochi, suas medalhas foram retiradas e ele foi declarado inelegível para ser credenciado de qualquer forma para todas as edições dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Olímpicos de Inverno subsequentes aos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi.

Em 1º de fevereiro de 2018, a CAS manteve 28 recursos de atletas russos e confirmou apenas 11 das decisões do COI tomadas contra atletas russos que haviam participado dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi 2014.

O COI recebeu as primeiras decisões fundamentadas do CAS no final de abril de 2018, e decidiu-se recorrer da primeira das 28 decisões do CAS que não confirmavam as decisões da Comissão Disciplinar do COI perante o Tribunal Federal Suíço. Considerou-se que, mesmo que as chances de vitória não fossem altas, dadas as circunstâncias específicas dos casos, ainda assim era importante recorrer aos casos para esgotar todas as possibilidades possíveis para proteger os atletas limpos.

As razões para a decisão de rejeitar o apelo do COI neste caso ainda não foram divulgadas, mas como as 28 decisões fundamentadas pelo CAS são semelhantes, o COI não prosseguirá com recursos para os 27 casos restantes. O COI, no entanto, reserva-se o direito de reabrir estes casos, caso novas evidências apareçam.

Os atletas que foram banidos, inclusive Legkov, não puderam participar dos Jogos de Pyeogchang, no ano passado. 

A lista completa dos atletas que foram impedidos de participar dos Jogos de Pyeongchang, cujas absolvições o COI disse que não desafiaria após a decisão de Legkov, são os seguintes:

Bobsled: Dmitri Trunenkov, Alexei Negodailo, Olga Stulneva, Lyudmila Ubodkina. 
Skeleton: Alexander Tretyakov, Sergei Chudinov, Elena Nikitina, Olga Potilitsyna, Maria Orlova.
Esqui: Evgeny Belov, Maxim Vylegzhanin, Alexei Petukhov, Nikita Kryukov, Alexander Bessmertnyk, Evgenia Shapovalova, Natalya Matveyeva. 
Patinação de velocidade: Olga Fatkulina, Alexander Rumyantsev, Ivan Skobrev, Artem Kuznetsov. Luge: Tatyana Ivanova, Albert Demchenko. Hockey: Ekaterina Lebedeva, Ekaterina Pashkevich, Tatiana Burina, Anna Schukina, Ekaterina Smolentseva.

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes