Australian Open - Dia 13: Naomi Osaka campeã e número um do mundo


A japonesa Naomi Osaka conquistou o título do Australian Open, segundo Grand Slam conquistado de forma consecutiva. Em um grande jogo na decisão, que durou 2 horas e 27 minutos, Osaka derrotou a tcheca Petra Kvitova por 2 sets a 1, parciais de 7-6(2), 5-7 e 6-4.

O primeiro set não teve quebras de saque, mesmo a tcheca tendo cinco oportunidades e a japonesa três. Sendo assim, o set foi para o tiebreak, em que Osaka foi brilhante, conseguindo dois minibreaks e fechando o tiebreak em 7-2.

O segundo set foi fantástico e cheio de alternativas. Kvitova começou quebrando o saque da Osaka e abrindo 2-0. A japonesa, por sua vez, conseguiu vencer quatro games seguidos, quebrando duas vezes seguidas o saque da tcheca. 

No nono game, quando Kvitova servia para sobreviver no jogo, Osaka chegou a ter três match points, mas a tcheca, de forma brilhamte, salvou todos e se manteve na partida. Foi aí que o panorama do set mudou. Kvitova ganhou moral, se aproveitou da irritação da Osaka por não ter fechado a partida, quebrou duas vezes seguidas o saque da japonesa e venceu o set por 7-5, empatando a partida.


Com os ânimos no lugar após perder o segundo set, Osaka conseguiu uma quebra logo no terceiro game do set decisivo. Kvitova ainda teve uma oportunidade de devolver a quebra no sexto game, mas não aproveitou. Osaka conseguiu confirmar os seus saques até o final, para fechar o set em 6-4, sacramentando o título.

Osaka conquistou uma ascensão meteórica, já que quando jogou o Australian Open no ano passado, era a número 72 do mundo e agora sai do torneio como a primeira asiática a assumir a liderança do ranking mundial da WTA. Além disso, ela se tornou a segunda asiática a vencer o Australian Open. Em 2014, a chinesa Na Li, que entregou o troféu para a campeã este ano, foi a primeira asiática a conquistar tal feito.  

A japonesa se torna também a sexta tenista na história a conquistar os seus dois primeiros Grand Slams de forma consecutiva. A última havia sido a americana Jennifer Capriati, que em 2001 conquistou em sequência o Australian Open e Roland Garros. Ao contrário da sua primeira conquista, no US Open do ano passado, Osaka foi reverenciada e saudada como uma campeã merece, sem ser ofuscada com chiliques de uma estrela, que roubou o seu momento naquela ocasião.

Foto: Teenis Australia

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes