Principais atletas do país treinam no Rio de Janeiro para Copa Brasil Internacional de Luta

Os principais lutadores de wrestling do Brasil se reúnem na terça-feira (13/11) na Arena 2 do Parque Olímpico da Barra, para duas sessões de treinamentos abertos ao público às 15h30, horário de Brasília. 

Atletas dos três estilo olímpicos, livre, greco-romano e wrestling feminino, como Lais Nunes, terceira colocada no ranking mundial até 62kg e Sargis Khachatryan, campeão pan-americano no estilo greco-romano até 55kg, que treinam em São José dos Campos se unem aos atletas do Rio de Janeiro como Giullia Penalber, ouro nos Jogos Sul-americanos 2018, Angelo Moreira, medalhista de bronze pan-americano e Dailane Reis, terceira colocada no Mundial Militar, entre outros. Todos sob os olhares dos treinadores do time nacional.

“Além de um intercâmbio saudável de ideias e preparação entre os atletas e treinadores, esses tipos de treinamentos são uma ótima oportunidade para a comissão técnica observar o desenvolvimento de todos os atletas. Além disso, vamos poder fazer uma avaliação do trabalho para as competições de 2019, quando teremos Jogos Pan-americanos e o Campeonato Mundial que vale vaga para os Jogos de Tóquio 2020”, explicou o cubano Angel Torres, treinador-chefe da equipe nacional, que completa 10 anos de Brasil este ano.

Os três estilos olímpicos vão dividir os quatro tapetes de wrestling montados na Arena 2 do Parque Olímpico, mesmo local que recebeu os Jogos Olímpicos do Rio em 2016 e que recebe nos dias 1 e 2 de dezembro, a Copa Brasil Internacional de Wrestling, evento tradicional do calendário internacional, que conta pontos para o ranking mundial e este ano deve contar com lutadores do México, Estados Unidos e Argentina. 

Para Lais Nunes, uma das cinco representantes nacionais nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, voltar a Arena é sempre motivo de boas lembranças. A goiana radicada em São José dos Campos, onde reside e treina, terminou o Campeonato Mundial 2018, em quinto lugar na categoria, melhor posição da atleta no torneio na carreira, quer repetir o título de 2017, quando venceu a categoria até 62kg do wrestling feminino.

“O Rio de Janeiro sempre vai ser um lugar especial para mim, pois foi onde disputei minha primeira edição de Jogos Olímpicos. Espero aproveitar ao máximo esses treinamentos e encerrar o ano com uma vitória na Copa Brasil como no ano passado e seguir na preparação rumo aos Jogos de 2020”, projetou Lais, que em 2018 ficou com a medalha de ouro nos Jogos Sul-americanos e também no Torneio Bill Farrel nos Estados Unidos.

Foto: UWW


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes