Djokovic afirma que se um tenista se assumir homossexual, será bem acolhido no circuito

O sérvio Novak Djokovic foi questionado recentemente em entrevista sobre como veria o fato de um tenista do circuito ATP 'saindo do armário' e assumindo publicamente sua homossexualidade. O sérvio mostrou-se receptivo a possibilidade ainda inédita.

“Todo mundo tem direito de seguir o seu caminho e de ter respeitada a sua orientação sexual. Jamais olharia de forma diferente para uma pessoa por causa da sua orientação sexual. Pelo contrário, subiria na minha consideração por ser muito corajosa", comentou. "Infelizmente vivemos numa sociedade onde certas partes do mundo ainda não estão preparadas para aceitar a homossexualidade“, completou.

Apesar de ser inédito no circuito masculino, o circuito profissional feminino é mais aberto a aceitar atletas homossexuais, pois teve já nos anos de 1980 suas primeiras atletas assumindo sua orientação sexual. A primeira delas foi Billie Jean King, e após ela diversas atletas, dentre elas sua companheira a ex-tenista sul-africana Ilana Kloss, assumiram-se gay. 

Martina Navratilova é um dos nomes mais destacados no circuito feminino, que tem em atividade o casal belga Alison Van Uytvanck e Greet Minnen, as asutralianas Samantha Stosur e Casey Dellacqua, ambas inclusive casadas com compatriotas fora do tênis, além da sueca Johanna Larsson.


foto: Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes