Calor pode ser o maior problema para atletas e espectadores em Tóquio 2020

Condições sufocantes podem representar uma ameaça para os atletas e espectadores nos Jogos Olímpicos de 2020 no Japão, de acordo com oficiais da equipe australiana, que já estão alertando os atletas para se prepararem para o calor extremo no evento em Tóquio.

Em julho, o Japão experimentou uma onda de calor recorde, com o mercúrio subindo acima de 40 graus Celsius em algumas partes do país, matando 30 pessoas e hospitalizando milhares de pessoas.

A cidade anfitriã está tomando medidas para tentar manter os atletas e espectadores a salvo durante as Olimpíadas, incluindo a mudança da maratona no início da manhã para evitar temperaturas escaldantes e a introdução da "tecnologia de pulverização de névoa" para tentar esfriar o pavimento.

O diretor médico olímpico australiano, David Hughes, disse que todas as cidades-sede enfrentam sua parcela de desafios na preparação para o evento e, para Tóquio, o calor pode ser um dos maiores problemas.

"Em Pequim estava quente e poluído, no Rio tivemos o vírus Zika e água suja, e Tóquio será limpa e muito bem organizada, mas não há dúvida de que vai ser quente", disse Hughes.

Chris Szubski, do Sportify Cities, analisou os dados para analisar como Tóquio vai se comparar com os outros Jogos Olímpicos anteriores no calor.

Ele disse que a umidade seria um fator importante.

"A faixa de temperatura [durante os Jogos] provavelmente será de 30 a 35 graus, mas essa é apenas a temperatura do ar e olhar para o fator umidade é uma situação completamente diferente", disse Szubski.

"A umidade é geralmente cerca de 55 a 60 por cento durante o dia, o que significa que a temperatura percebida ou 'parece' pode ser de 45 graus."

"Se você comparar a sensação de temperatura nos Jogos Olímpicos em 1984, parece que Tóquio será a mais quente."

O ciclista australiano Matthew Glaetzer passou os últimos cinco meses treinando e competindo em Tóquio e voltará ao Japão para outra temporada no período que antecede os jogos.

"O calor pode ser uma pedra no sapato pois parece que será muito desgastante", disse Glaetzer.

Hughes disse que as autoridades precisam administrar o aquecimento não apenas para os atletas, mas também para os espectadores.

"De certa forma, as pessoas que mais me preocupam durante eventos esportivos quentes são as pessoas sentadas nas arquibancadas que não estão particularmente em forma", disse Hughes.

Foto:Reuters

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes