Mundial Júnior de Judô – Dia 3: Itália domina e o Brasil sai sem medalhas

No terceiro dia de Mundial Júnior de Judô em Nassau, nas Bahamas, o Brasil ficou sem medalhas. O melhor desempenho da seleção brasileira ficou por conta da peso Médio (-70kg) Ellen Santana, que repetiu 2017 e ficou novamente em quinto lugar. Ellen venceu duas lutas nas preliminares, mas caiu na semifinal e na disputa pelo bronze contra a francesa Candice Lebreton. 

Atual número um do ranking mundial júnior, a brasileira chegou a Nassau como uma das principais postulantes ao pódio e começou bem. Venceu sua chave ao bater a georgiana Mariam Tchanturia na estreia e a holandesa Donja Vos, nas quartas.

Na semifinal, Ellen sofreu um waza-ari e não conseguiu pontuar para recuperar a desvantagem frente à italiana Alice Ballandi, que foi para a final. Na luta pela medalha, a Lebreton conseguiu projetar Ellen, pontuar um waza-ari e completar a transição para a imobilização até o ippon.

Foi a segunda vez consecutiva que a peso médio brasileira disputou o bronze do Mundial Júnior. Em 2017, ela também ficou em quinto lugar.

Ellen compôs também neste ano a equipe que participou do Mundial Sênior Por Equipes, em Baku, como reserva de Maria Portela, titular da seleção principal nesta categoria.

Um dos mais jovens da equipe, o peso Médio Guilherme Schimidt, de apenas 17 anos, foi quem teve o melhor desempenho do dia entre os meninos. Ele terminou em sétimo lugar ao cair na repescagem diante do canadense Alexandre Arencibia.

Antes disso, Guilherme derrotou o grego Georgios Zafeiridis, por ippon, e Lukas Wittwer, por waza-ari. Nas quartas-de-final, o brasileiro acabou sofrendo o ippon do judoca do Tadiquistão, Dzhakhongir Madzhidov.

O Brasil ainda teve outro representante no peso Médio masculino, Luanh Rodrigues, que venceu o português Manuel Rodrigues, por ippon, mas caiu nas oitavas para o japonês Hiromasa Kasahara nas punições (3-2).

Matheus Assis (90kg) e Ryanne Lima (63kg) também lutaram nesta sexta. Ambos perderam para os finalistas de suas categorias. Ryanne venceu Dali Liluashvili, da Rússia, na primeira luta, mas perdeu para a holandesa Sanne Vermeer, nas oitavas. Assis parou na primeira luta diante do japonês Sanshiro Murao, que chegou à final.

DESTAQUES DO TERCEIRO DIA DO MUNDIAL

Itália, Geórgia e Holanda conquistaram medalhas de ouro no terceiro dia do Campeonato Mundial Júnior em Nassau, Bahamas. A Itália, na verdade, subiu ao alto do pódio duas vezes e, agora, ocupa o segundo lugar na tabela de medalhas, atrás apenas do Japão.

Na categoria -63kg, Sanne Vermeer (HOL) faturou a medalha dourada, depois de ter ficado com a prata no último mundial (2017). Ela venceu a dinamarquesa Laerke Olsen. A primeira medalha de bronze ficou com a japonesa Asumi Ura, que derrotou Natalia Kropska (POL), com um waza-ari de um harai-goshi e não foi mais ameaçada. O segundo bronze ficou com Anja Obradovic (SRB), não dando chances à equatoriana Celinda Corozo.

Na categoria -70kg, Alice Bellandi (ITA), que venceu a brasileira Ellen Santana nas semifinais faturou a medalha de ouro. Ela bateu, na final, Ryo Shimmori (JAP), no Golden Score, com um o-uchi-gari. Margit De Voogd (HOL) derrotou sua compatriota, Donja Vos, garantindo a primeira medalha de bronze. Na outra luta por medalha, Candice Lebreton (FRA) venceu a nossa brasileira e ficou com o bronze.

Entre os homens, na categoria -81kg, novamente deu Itália. Christian Parlati foi até a final e encontrou o japonês Hiromasa Kasahara. Com um ashi-guruma, o jovem europeu aplicou um ippon e levou o Japão a amargar o segundo revés do dia. As medalhas de bronze ficaram com Luka Maisuradze (GEO) e Alexandre Arencibia (CAN), que venceram suas lutas, respectivamente, contra Dzhakhongir Madzhidov (TJK) e Robert Rajkau (HUN).

Na categoria mais pesada do dia, a -90kg, dois confrontos entre Japão e Geórgia. No primeiro e mais importante, Lasha Bekauri foi coroado com o ouro. A prata, pela terceira vez no dia, ficou com o Japão: Sanshiro Murao. A luta durou apenas 39 segundos, tempo suficiente para o georgiano aplicar um ippon. Já o bronze ficou com o japonês Kosuke Mashiyama, que venceu Falk Petersilka (GEO). O turco Mert Sismanlar conquistou a segunda medalha de bronze, deixando Darko Brasnjovic com o 5º lugar.

Assim estão os sete primeiros colocados até o momento (com Japão ainda na liderança):


A competição continua neste sábado, 20, com mais brasileiros em ação a partir das 12h (de Brasília). 
Foto: IJF

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes