Destaque do Softbol, Cat Osterman sai da aposentadoria por sonho olímpico

A pitcher Cat Osterman está saindo de uma aposentadoria de três anos para se juntar a equipe de softball dos Estados Unidos, dois anos antes do esporte ser disputado nas Olimpíadas pela primeira vez desde 2008.

"Meu coração está acelerado com entusiasmo do publico", foi postado na mídia social de Osterman. “No outono passado tomei a decisão de voltar ao softbol e dar uma chance a elas mais uma vez. Puro e simples, há negócios inacabados. Estou honrada e empolgada por estar a testar a equipa nacional do EUA em Janeiro… excitado é um eufemismo quando penso na jornada pela frente.”

Osterman, de 35 anos, jogou pela última vez profissionalmente em 2015 e jogou pela última vez para a Team USA em 2010. Ela é uma treinadora associada do Texas State desde 2015.

Osterman jogou a partida da final em 2008 quando os EUA perdeu para o Japão.

Em 2004 aos 21 anos, ela foi a mais jovem da equipe campeã em Atenas.

"Eu senti a maior alegria que acho que posso ter, estando no topo do mundo, e depois passei 12 meses absolutamente fora de mim porque conseguimos uma prata", disse Osterman, de acordo com a ESPN W. "Mas quantas pessoas nem chegam a dizer que ganharam uma prata?"

Osterman se junta a mais duas jogadoras que tem mais de 30 anos que disputarão vaga na seleção nacional, Dr. Dot Richrdson, de 39 anos, em Sydney 2000 é o jogador mais velho de softbol dos EUA a disputar a Olimpíada.

Em 2020, o USA Softball escolherá uma equipe olímpica de 15 mulheres. Osterman e Abbott, foram as duas principais pitchers dos EUA em Pequim 2008, quebrariam o recorde de Lisa Fernandez como a mais velha pitcher dos EUA a disputar as Olimpíadas.

Foto:Getty Images


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes