Mundial de Canoagem Slalom 2018 - Último dia, Ana Sátila Campeã mundial

No último dia do mundial de canoagem slalom tivemos o Brasil  no alto do pódio. Ana Sátila brilhou na prova do K1 extremo - modalidade nova em que quatro canoístas descem juntos e quem chegar primeiro vence - e conquistou o titulo mundial. Ela fez uma prova de recuperação na final, largou mal caindo para último, se recuperou e brilhou, dando o primeiro titulo mundial de canoagem slalom para o Brasil na história. Martina Wegman (NED) foi prata e Polina Mukgaleeva (RUS) bronze

E pela manhã ela poderia ter ganho outra medalha se não tivesse sofrido uma penalidade na final do C1, prova que é sua especialidade, teria conquistado a medalha de bronze. Terminou na sexta posição, arrasada e chorando muito pelo erro. Na parte da tarde veio sua redenção.

"Foi uma das provas mais difíceis que participei, muito contato físico, acontece até de se machucar,as atletas realmente eram muito boas, e é uma prova muito dura. Disputamos ela desde o início da tarde, e foi muito cansativa, depois de todas as competições...Fiquei em uma posição muito ruim pra largar e depois do início teve que ser só na garra" Disse Sátila, que afirma que o K1 extremo deverá ser olímpico em 2024 pelo sucesso que a modalidade vem alcançando

No K1 extremo masculino, Cristian De Dionigni (ITA) foi ouro, seguido por Boris Neveu (FRA) e Thomas Bersinger (ARG). Pedro Gonçalves chegou até as semifinais,onde acabou sendo desclassificado por não passar em uma das boias. 

No C1 feminino, Jéssica Fox mostrou que é o grande nome da modalidade levando o ouro. Mallory Franklin (GBR) foi prata e Teresa Fiserova (CZE) bronze. No K1 masculino, Haines Agner (GER) levou o ouro, seguido por Jiri Prskavec (CZE) e Pavel Eigel (CZE).

A próxima edição do mundial de canoagem slalom será na La Seu d'Urgell (ESP) e dará vagas olímpicas para Tóquio 2020.

foto: Breno Barros/rededoesporte.gov.br

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes