Juízes chineses são suspensos por parcialidade na pontuação olímpica na patinação artística em PyeongChang

Dois juízes chineses da patinação artística foram suspensos pela ISU por julgamento tendencioso nos Jogos Olímpicos.

Chen Weiguang e Huang Feng tiveram "marcação preferencial" para os principais atletas chineses Jin Boyang (quarto lugar em PyeongChang) e a dupla medalhista de prata nos pares Sui Wenjing e Han Cong, respectivamente, segundo a ISU.

Chen foi banido por dois anos e excluído das Olimpíadas de Inverno de 2022 em Pequim. Huang conseguiu uma proibição de um ano.

Chen atribuiu a Jin as notas mais altas nas pontuações de execução da competição masculina, bem como as pontuações mais altas em componentes do segundo programa, ficando atrás apenas do medalhista de ouro Yuzuru Hanyu. Ambos os conjuntos de pontuações, tanto nos programas curtos quanto nos longos, estavam fora de sintonia com os outros oito juízes.

"Há evidências de preferência pelo skatista chinês e preconceito contra seus concorrentes mais fortes", diz um relatório da ISU. "Suas marcas eram completamente irreais."

O juiz de pares Huang "obviamente favoreceu seu par também em relação aos outros candidatos da medalha de ouro olímpica", disse a ISU em um relatório, referenciando pontuações inflacionadas para Sui e Han e menor pontuação para medalhistas de ouro e bronze Aljona Savchenko e Bruno Massot da Alemanha e Meagan Duhamel e Eric Radford do Canadá.

Huang já havia sido advertido pela ISU por julgamento tendencioso no evento de pares do Grand Prix Final de dezembro de 2017.

Ambas as suspensões estão sujeitas a recurso para o Tribunal Arbitral do Esporte.

Foto:Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes