Ex-jogador da NBA sonha com vaga olímpica no vôlei de praia

Lebron James. Dwight Howard. Kevin Durant. Harrison Barnes. Apenas quatro atletas que foram nomeados MVP do jogo de basquete masculino do McDonald's High School All-American ganharam a medalha de ouro olímpica neste século e Chase Budinger espera ser o quinto.

"Sou um jogador de vôlei de praia profissional agora", disse Budinger, veterano de sete temporadas da NBA, no AVP New York City Open na semana passada. "Eu ainda estou me acostumando a dizer isso."

Além da altura, Budinger utilizou o fato de ter um corpo atlético para fazer a transição para um outro esporte.

Budinger não é estranho no esporte. Ele jogou vôlei de quadra na escola e foi eleito o Jogador do Ano de 2006 pela revista Voleibol.

Para a faculdade, ele decidiu entre a Universidade do Arizona, UCLA e USC. A UCLA e a USC ofereceram a oportunidade de jogar basquete e vôlei, mas o técnico Lute Olson o vendeu no basquete no Arizona.

"Eu decidi ver até onde o basquete poderia me levar", disse Budinger, cujo irmão mais velho e irmã jogaram voleibol universitário. "Mas no fundo da minha mente, eu sabia que sempre poderia voltar ao vôlei depois que eu terminasse com basquete."

Budinger jogava vôlei de praia todo verão para manter suas habilidades afiadas e permanecer ativo na offseason. Ele regularmente fez parceria com outros jogadores da NBA, incluindo Richard Jefferson, Kevin Love e Luke Walton.

Cerca de quatro anos atrás, Budinger mudou-se para a baía sul da Califórnia, lar de muitos dos principais jogadores de vôlei de praia do país, incluindo o atleta olímpico Sean Rosenthal.

"Eu pensei que a parceria com Chase seria de baixo risco com uma recompensa muito alta", disse Rosenthal, que competiu nas Olimpíadas de 2008 e 2012 com Jake Gibb, e também jogou com o campeão olímpico de 2008, Phil Dalhausser. “Chase me lembra de caras assim. Ele se move tão bem para um cara grande."

Em janeiro, Budinger concordou em treinar com Rosenthal enquanto seu agente solicitava ofertas de basquete profissional. Depois de algumas semanas, Budinger ficou viciado.

"Eu ando de bicicleta para trabalhar todos os dias e praticar na praia", disse Budinger, que não toca uma bola de basquete em três meses. "É uma boa vida."

O objetivo de Budinger é competir por uma medalha em uma Olimpíada, seja em 2020 ou 2024. Ele reconheceu que a qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 "é uma possibilidade, mas um longo caminho."

Foto:USAT/AVP


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes