Duplas brasileiras disputam a etapa de Ostrava do Circuito Mundial de Vôlei de Praia

A próxima parada das duplas brasileiras no Circuito Mundial de vôlei de praia 2018, a etapa quatro estrelas de Ostrava, na República Tcheca, marcará estreias e reestreias de times após uma intensa troca de parcerias no último mês. Os jogos vão de quarta-feira (20.06) até domingo (24.06), em cenário peculiar: um antigo parque industrial da cidade.

Os quatro times que representam o Brasil no naipe masculino foram criados ou recriados recentemente. Na fase de grupos, que começa a partir de quinta-feira (21.06), estarão o novo time Alison/André Stein (ES), além de Evandro/Vitor Felipe (RJ/PB) e Pedro Solberg/Bruno Schmidt (RJ/DF), que reeditam duplas de temporadas passadas.

Thiago e George (SC/PB) também voltam a jogar juntos e buscam uma vaga dentro da fase de grupos nesta quarta-feira (20.06), em partidas eliminatórias diretas que classificam oito duplas. Alison comentou a expectativa para a nova dupla com o capixaba André Stein, eleito melhor jogador da temporada 17/18 do Circuito Brasileiro.

“Ainda estamos nos ajustando, um se acostumando com a bola do outro, afinando o jogo. É tempo ainda de adaptação dentro e fora de quadra, de acertar detalhes, mas estamos no caminho certo. Paciência, foco e muito trabalho, é nisso que precisamos concentrar”, analisou o Mamute.

Bruno Schmidt também comentou a reedição do time com Pedro Solberg, com quem venceu a temporada 12/13 do Circuito Brasileiro. Na oportunidade, foram campeões de sete etapas seguidas, marca impressionante e que demonstra o potencial dos atletas.

“Estamos com muita vontade de jogar. Acho que isso conta muito para um começo de trabalho. Sabemos do nosso potencial, mas temos que trabalhar para construir tudo novamente. Acho que essa vai ser a parte interessante da nossa jornada, estamos mais experientes, sabendo controlar melhor as emoções. Vamos jogo a jogo, torneio a torneio, trabalhando duro e com muita vontade de entrar em quadra”, destacou.

André Stein, campeão mundial e do circuito mundial em 2017, também falou sobre o começo da parceria com Mamute. “Apesar do tempo de treinos e da preparação terem sido curtos, foi bastante intenso e estamos tranquilos. É apenas o início da parceria, temos um time forte, que vai crescer com a sequência de torneios, e muito trabalho pela frente. Estamos muito empolgados, com muita vontade de entrar em quadra e jogar”, disse o defensor da dupla.


Feminino
No naipe feminino, cinco duplas representam o Brasil em Ostrava. Na fase de grupos, jogando a partir de quinta-feira, estão Ágatha/Duda (PR/SE), Carol Solberg/Maria Elisa (RJ), Josi/Lili (SC/ES, convite) e Taiana/Carol Horta (CE). Victoria e Tainá (MS/SE) disputam o classificatório nesta quarta, buscando vaga na fase de grupos.


A sul-mato-grossense e a sergipana superaram nesta terça-feira (19.06) as compatriotas Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) por 2 sets a 1 (18/21, 22/20, 21/19) na disputa do country quota (cota do país), adquirindo o direito de serem o quinto time do Brasil no torneio. Isso ocorre quando o número de times inscritos ultrapassa o limite permitido para cada nação.

O torneio é composto por 32 times em cada gênero - 24 classificados pelo ranking ou convite, e oito provenientes do classificatório. Eles são divididos em oito grupos de quatro duplas. Após a fase de grupos, os primeiros de cada chave vão direto às oitavas de final, enquanto segundos e terceiros disputam a repescagem, e o torneio segue em eliminatória simples.


Ostrava é a quinta etapa do nível quatro estrelas de oito em disputa na temporada 2018. O torneio rende 800 pontos no ranking geral aos times campeões de cada gênero, além de uma premiação de cerca de R$ 75 mil aos medalhistas de ouro.

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes