Brasileiros quebram quatro recordes mundiais no Circuito Brasileiro Paralímpico

Claudiney dos Santos (CAD), da classe F56, estabeleceu o novo recorde mundial do lançamento de disco no Circuito Brasileiro de atletismo paralímpico, que foi encerrado no domingo, 3, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo.

A competição reuniu 287 atletas de 22 Estados e do Distrito Federal no sábado e domingo, 2 e 3 de junho, e marcou a estreia das etapas nacionais em novo formato. No próximo final de semana, 9 e 10, será a vez dos atletas da natação disputarem a primeira nacional do Circuito, também no CT Paralímpico.

Claudiney lançou o disco a 46m68 e bateu o recorde mundial, a antiga marca era 45m49 do iraniano Ali Mohammadyari desde 2014.

Natural de Bocaiúva, Minas Gerais, ele sofreu um acidente de moto em 2005, aos 25 anos. No hospital, precisou amputar a perna ao nível do quadril (desarticulação de quadril). Neste ano, o atleta de 39 anos passou a integrar o grupo de atletas que participam do centro de referência de atletismo que treina no CT Paralímpico e conta com cerca de 50 integrantes.

Campeão paralímpico no lançamento de disco nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 e prata nos Jogos de Londres no lançamento de dardo (F57, na época), Claudiney compõe o grupo de atletas que viaja à Europa ainda neste mês para disputar etapas do Grand Prix de atletismo. “Venho numa evolução boa, agora é focar na preparação do Grand Prix e dar o meu melhor”, comentou.

A Seleção Brasileira de atletismo embarca para França, para disputar a etapa de Paris do Grand Prix da modalidade, nos dias 14 e 15 de junho. Depois a equipe segue para Berlim, na Alemanha, para outra etapa do Grand Prix, de 30 de junho a 1 de julho. Os eventos compõem o principal circuito internacional da modalidade, organizado pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC).


Ao todo, 14 recordes brasileiros, seis das Américas e quatro mundiais foram batidos nesta 1ª etapa nacional do Circuito Loterias Caixa de atletismo. No sábado, 2, Elizabeth Gomes (ASPA) bateu os recordes mundiais das provas de arremesso de peso com 7m41 e de lançamento de disco com 16m44, da classe F52, e André Rocha (ADV-VALE) superou sua própria marca mundial no arremesso de peso, da classe F53, com 8m81.

Foto: CPB/MPIX


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes