Após críticas, campo de golfe de Tóquio 2020 aceita mulheres

O campo de golfe que vai ser sede de Tóquio 2020, concedeu as mulheres a adesão plena pela 1ª vez desde a política de gênero discriminatória.

O Kasumigaseki Country Club, fundado em 1929 é considerado o berço do golfe japonês.

Críticas ferozes foram feitas para o clube, que antes de março de 2017 não permitia que as mulheres se tornassem membros plenos e também limitavam os dias em que eles podiam jogar lá.

As autoridades de Tóquio 2020 chegaram a ameaçar mudar de local a disputa olímpica da modalidade por conta da política do clube.
"Este maio é a primeira vez que aceitamos a adesão plena depois de mudar nossas regras", disse o diretor-geral do clube, Hiroshi Imaizumi, à Reuters.

Medalhista de prata na Rio 2016, a neozelandesa Lydia Ko, criticou muito as regras antigas do clube.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike também foi uma critica das regras do clube.

O golfe voltou ao programa olímpico após 112 anos na Rio 2016.

Foto:Getty Images


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes