Campo olímpico de Golfe será CT da Confederação Brasileira

O Campo Olímpico de Golfe (COG), do Rio de Janeiro, será o novo Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Golfe (CBG). O convênio entre a entidade e o campo será assinado nesta sexta-feira, dia 23, no Rio.

Desenhado pelo americano Gil Hanse, o COG sediou o retorno do golfe aos Jogos Olímpicos, em 2016. Foi também a sede das duas mais recentes edições do Aberto do Brasil, a principal competição do golfe profissional brasileiro, que é etapa do PGA TOUR Latinoamérica.

O COG receberá em comodato da CBG dois equipamentos adquiridos pela entidade em convênio com o Ministério do Esporte: o Flightscope X2, que analisa o voo da bola e o swing, e o Sam PuttLab, que analisa o putting (tacada para embocar a bola).

O Flightscope tem como base um radar 3D que informa direção, trajetória e altura da bola, por exemplo, além de ângulos horizontais e verticais de lançamento, nível de compressão da bola durante o impacto, spin, rolagem, tempo de voo e distância. Também detecta o comportamento do taco, como velocidade da cabeça, aceleração e ângulos de ataque.

Já o Sam PuttLab é baseado em mensurações por ultrassom. O nível de detalhamento é tão bom a ponto de fornecer 28 parâmetros envolvendo o stroke de putter, como duração do movimento, rotação, tempo de impacto, direção e percentual de consistência, além de mostrar o ponto do taco que encostou na bola.

Os golfistas de Alto Rendimento indicados pela CBG poderão treinar no Campo Olímpico de Golfe, mediante agendamento prévio. O COG também receberá da CBG um kit de soft golf do programa Golfe para a Vida, para o ensino de crianças e adolescentes de forma lúdica.

O COG se soma aos outros Centros de Treinamento já estabelecidos, que são o Belém Novo Golf Club, no Rio Grande do Sul, o Alphaville Graciosa Clube, no Paraná, e o São Fernando Golf Club, de São Paulo – os dois últimos sediaram recentemente treinamentos conduzidos pelo coach nacional da CBG, Luiz Felipe Miyamura, e pela preparadora física da entidade, Africa Alarcon.

“O novo centro de treinamento ajudará a CBG em seu objetivo de melhorar o nível técnico dos golfistas brasileiros, e é mais uma ação de legado olímpico”, diz Euclides Gusi, presidente da CBG.

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes