Surto História: Eugenio Monti e a medalha Pierre de Coubertin

Eugenio Monti era um esquiador com certa fama na Itália quando um acidente em uma das descidas de montanha  em 1951 mudou sua vida: Ele rompeu os ligamentos dos dois joelhos e com isso, não teria mais condições de esquiar. Aos 23 anos, ele queria continuar nos esportes de inverno e se encontrou no bobsled. Em três anos ele ganhou o seu primeiro campeonato italiano em em 1956 já estava disputando os Jogos de Cortina D'Ampezzo, ganhando duas prata no trenó de dois e quatro lugares.


Em 1957 ele começou uma excelente fase onde ganhou títulos mundiais em sequência e seria grande favorito aos Jogos de 1960 em Squaw Valley, mas o bobsled não foi disputado nessas olimpíadas de inverno por problemas financeiros, frustrando o italiano que certamente ganharia sua primeira medalha de ouro.

Nos jogos de Innsbruck 1964 viria seu grande feito no esporte. Vendo que a dupla britânica do Bobsled Tony Nash e Robin Dixon quebraram um parafuso de seu trenó antes da final, Monti emprestou o parafuso reserva de seu trenó para os britânicos, que levaram o ouro enquanto Monti e seu parceiro Sergio Siorpaes ficou com o bronze. Confrontado pela imprensa italiana por emprestar o parafuso aos britânicos, Eugenio proferiu sua famosa frase: " Nash não venceu porque dei um parafuso a ele; ele venceu porque foi o mais rápido"

Ainda naqueles jogos Monti ajudou a reparar o trenó de quatro lugares do Canadá antes da final, evitando que eles fossem desclassificados. Os canadenses foram ouro e a Itália ficou com o bronze novamente. Seus atos de grande espírito esportivo lhe proporcionaram ser o primeiro atleta a ganhar a medalha Pierre de Coubertin, que passou a ser dada para atletas que demonstrassem verdadeiro espírito esportivo em eventos olímpicos.

E após a grande honraria, a medalha olímpica viria em Grenoble 1968. aos 40 anos, Monti ganharia o ouro no bobsled de 2 e no 4 lugares. Ele se aposentou logo em seguida, saudado como um dos maiores bobsleders de todos os tempos, com 9 campeonatos mundiais e 6 medalhas olímpicas. Monti ainda ganhou a maior honraria civil italiana, a de commendatore. 


Sofrendo de mal de parkinson e depressão, Monti acabou cometendo suicídio em 2003, aos 75 anos. As pistas usadas nos Jogos de Cortina D'Ampezzo e Turim passaram a se chamar pista Eugenio Monti.

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes