Patinador Shani Davis diz que Estados Unidos decidiu no cara ou coroa quem seria o porta-bandeira em PyeongChang

O patinador bicampeão olímpico Shani Davis revelou estar desapontado com o comitê olímpico norte americano. Segundo Davis em seu twitter, Erin Hamiln do Luge ganhou o direito de ser a porta-bandeira após uma disputa de cara ou coroa entre ela e Davis, feito pelos dirigentes norte-americanos.

"Eu sou um americano e quando ganhei o 1000m em 2010, tornei-me o primeiro americano a 2 medalhas naquele evento", disse Davis. "O Team USA desonrosamente jogou uma moeda para decidir o seu portador da bandeira em 2018. Sem problemas. Posso esperar até 2022. " Disse Davis

O lance de moedas, de acordo com a Associated Press , veio após um empate 4-4 entre Davis e Hamlin. Atletas olímpicos das oito federações desportivas diferentes votaram pela sua escolha, resultando no empate.

Davis e Hamlin são dois atletas de renome em seu esporte e ambos fizeram história nos Jogos Olímpicos de Inverno antes. Davis não é apenas o primeiro atleta negro a ganhar uma medalha de ouro em um evento individual nos Jogos Olímpicos de Inverno, mas também o primeiro homem a ganhar medalhas de ouro consecutivas nos 1000 metros. 

Ele também ganhou duas vezes a medalha de prata para a corrida de 1500 metros. Suas duas vitórias consecutivas vieram em 2006 e 2010. Um dos atletas mais decorados em seu esporte, Davis, ele estará competindo em seu quinta olimpíada de Inverno neste ano.

Com quatro participações olímpicas, Hamlin tornou-se o primeiro atleta americano a ganhar uma medalha no evento de luge na história dos Jogos Olímpicos de Inverno quando ganhou um bronze nos Jogos de 2014 em Sochi. bicampeã campeão mundial, Hamlin também tem 23 medalhas de copa do mundo.


foto: Getty Images



Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes