Chefe da delegação brasileira avalia participação em PyeongChang e destaca evolução do país

Com o fim de mais uma edição dos jogos de inverno em PyeongChang, o chefe da delegação brasileira e presidente da confederação brasileira de desportos na neve, Stefano Arnhold, fez uma avaliação de como foi a participação do país na Coreia do Sul. ele destaca a evolução do Brasil nas modalidades que participou, além de mostrar histórias de superação e talento:

“A Isadora Williams conquistou o público brasileiro com muito talento e carisma na patinação artística, um resultado extremamente expressivo, se classificando para o Programa Longo pela primeira vez. Tivemos também a inédita classificação da equipe de 2-man do bobsled, além da experiente Jaqueline Mourão chegando à sua sexta participação olímpica e igualando o recorde nacional. Olhando para o futuro, Michel Macedo, com apenas 19 anos, chegou aos Jogos Olímpicos nos abrindo boas possibilidades no esqui alpino”, afirmou Stefano. 

“O Brasil ficou em terceiro lugar em tamanho de delegação das Américas aqui em PyeongChang, e à frente de 54 delegações nos Jogos. Só 36 países classificaram mais atletas do que o Brasil. Esta é a prova de que estamos crescendo ano a ano”, concluiu o chefe da missão brasileira.

Após o retorno da delegação, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) iniciará o período de reuniões técnicas com a Confederações Brasileiras de Desportos no Gelo e a Confederação Brasileira de Desportos na Neve para avaliação do desempenho dos atletas, além do estabelecimento do planejamento das ações para este ciclo olímpico.

Os próximos Jogos Olímpicos de Inverno serão realizados em Pequim, entre 4 e 20 de fevereiro de 2022- ano em que completará 30 anos da primeira participação brasileira em jogos de inverno, em Albertville 1992.. A capital da China receberá a terceira edição seguida dos Jogos Olímpicos na Ásia – após PyeongChang 18 e Tóquio 20.  


foto: COB/divulgação




Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes