Di Maria revela que perder a final para Alemanha na Copa de 2014 foi sua maior dor na carreira

O Jogador argentino Di Maria ainda sofre com o vice-campeonato na copa do mundo no Brasil em 2014 e que chegou até fazer terapia após a Copa. É o que ele revelou em entrevista ao jornal 'La Nación'. Prestes a completar 30 anos, o meia argentino revela a dor de não poder ter disputado a final, já que ele sofreu um estiramento na coxa nas quartas de final, contra a Bélgica:

"A final que eu não joguei no Brasil segue me perseguindo. Espero chegar a final na Rússia e que eu possa jogá-la.Seria a única maneira que eu poderia esquecer a final no Maracanã." Explica Di Maria que ainda lamenta as críticas sofridas pela suspeita de não ter jogado a final a pedido do Real Madrid, seu clube na época: "Todo mundo me criticou dizendo que o Real Madrid não me deixou jogar, mas mesmo eu explicando a situação continuaram a dizer besteira"

Di Maria na entrevista explica que recebeu sim a carta do Real Madrid o vetando, mas que ele a rasgou: " É verdade que eles enviaram uma carta: recebi e rasguei sem ler. E eu disse: 'ninguém diz nada aqui, estou aqui para jogar'. Foi uma decisão de Alejandro (Sabella, técnico da Argentina da época) colocar aqueles que estavam melhores, e eu o respeitei. Se tivéssemos sido campeões, ninguém teria dito nada. Mas perdemos. O jogo que eu não joguei é aquele que mais machuca na minha carreira."

Sobre a declaração da torcida argentina, que diz que assim como Caniggia não ter jogado a final custou o título de 90, Di Maria não ter jogado em 2014 também custou o título: " Isto nunca saberemos: Talvez se Caniggia jogasse teríamos perdido por 3 a 0. É isso, temos que pensar sobre o que está por vir, não o que já aconteceu"

A Argentina, que está no grupo D com Croácia, Islândia e Nigéria, terá um desafio complicado segundo Di Maria: " Todos dirão que temos de ganhar a Islândia facilmente porque temos melhores jogadores. Mas é a estreia,  a ansiedade e os nervos pesam. Isso aconteceu conosco em 2010 e em 2014. Não será fácil. São três seleções importantes, que se estão na Copa do Mundo é porque eles têm talento. Eles vão lutar, eles vão deixar tudo. Teremos que dar 100% em cada jogo para que nosso objetivo não seja complicado. Eles sabem que temos Leo (Messi) e todos eles se fecham muito bem." concluiu.


foto: Getty Images 

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes