Bobsled brasileiro faz últimos treinos e ajustes antes de PyeongChang 2018

Dez dias após confirmar a vaga olímpica no quarteto e nas duplas masculinas, a equipe brasileira de bobsled está no Brasil para acertar os últimos detalhes do treinamento antes dos Jogos Olímpicos de PyeongChang 2018. O time se reapresentou na segunda-feira (22) e, na última terça-feira (23), realizou treinos físicos e técnicos na pista de push do NAR (Núcleo de Alto Rendimento), em São Paulo, sob orientação do head coach José Eduardo Gregório de Moraes.  

A Confederação Brasileira de Desportos no Gelo (CBDG) já confirmou os nomes dos atletas do Brasil em PyeongChang. Edson Bindilatti é o piloto tanto no 4-man quanto no 2-man e participará de sua quarta edição olímpica. No quarteto, ele terá a companhia de Rafael Souza, Odirlei Pessoni e Edson Martins, que também completará o time na dupla. Erick Vianna é o reserva. A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos está marcada para o dia 9 de fevereiro, às 9h, no horário de Brasília.


“Nós vamos chegar aos Jogos Olímpicos na melhor forma física e técnica. Vamos em busca do melhor resultado possível. Neste ciclo, tivemos as melhores condições de preparação e treinamento na História”, afirmou Edson Bindilatti.

Vaga inédita
O bobsled do Brasil vive sua melhor fase e conseguiu a vaga olímpica em grande estilo. O quarteto garantiu a classificação com a melhor posição da história no ranking pré-olímpico, o 21º lugar. O país também obteve a vaga inédita na dupla masculina. Esta será a quarta participação olímpica brasileira na modalidade. Antes, competiu nas edições de 2002 (Salt Lake City), 2006 (Turim) e 2014 (Sochi).

Além do bobsled, a CBDG terá mais uma representante nos Jogos Olímpicos de PyeongChang. A patinadora Isadora Williams garantiu a vaga na patinação artística feminina e também integra o Time Brasil.

Foto: MPIX


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes