Mundial de Handebol Feminino 2017 - Dia 2


Onze jogos agitaram neste sábado a primeira rodada do Mundial de Handebol Feminino, onde o Brasil iniciou sua caminhada com um empate de 28 a 28 contra o Japão, em partida válida pelo Grupo C, em Oldemburgo.

Pouco eficiente no ataque e na defesa, o Brasil ficou atrás do placar durante todo o jogo. As brasileiras tiveram muitas dificuldades com a marcação alta das japonesas. Com isso, erraram muitas finalizações e cometeram muitos erros nos passes, proporcionando muitos contra-ataques pro Japão, que por sua vez, aproveitavam as suas chances, especialmente com a armadora-direita Yui Sunami, que deu bastante trabalho na defesa brasileira. O Brasil tinha dificuldade em marcar o jogo veloz das nipônicas, tanto que isso ocasionou em algumas exclusões durante o jogo.

O Japão chegou a abrir 15 a 8 no 1° tempo e foi aí que a goleira Babi apareceu, fazendo 3 grandes defesas nos minutos finais. Ana Paula e Duda fizeram 2 gols cada e o Brasil foi pro intervelo perdendo por 15 a 12.

No 2° tempo, o panorama pouco mudou. O Brasil não conseguia deslanchar e continuava desperdiçando oportunidades e correndo sempre atrás do placar. Tudo parecia se encaminhar para uma derrota brasileira, quando a goleira Babi apareceu novamente fazendo boas intervenções, até que o Brasil conseguiu empatar a partida em 28 a 28.

O Brasil ainda teve a chance de vencer a partida nos segundos finais. Com uma boa defesa, as brasileiras recuperaram a bola e o técnico Jorge Dueñas pediu um tempo para armar uma última jogada que poderia dar a vitória. E aí, veio o lance polêmico da partida. No estouro do cronômetro, a Duda fez o gol que daria a vitória brasileira, entretanto a bola entrou depois do cronômetro zerado, não sendo validado o gol. Com isso, a partida terminou mesmo em 28 a 28.

O grande destaque do time brasileiro foi a goleira Babi, que fez 11 defesas na partida, tendo uma eficiência de 42%.

Nas outras partidas pelo Grupo C, a Rússia venceu sem dificuldades a Tunísia por 36 a 16, enquanto Montenegro surprrendeu a Dinamarca, vencendo por 31 a 24, em dia inspirado da ponta direita Jovanka Radicevic, autora de 12 gols.


O Grupo A foi aberto com a Romênia vencendo sem dificuldades o Paraguai por 29 a 17. Em seguida, a vice-campeã olímpica França foi surpreendida pela Eslovênia, que venceu por 24 a 23, com a armadora-direita eslovena Ana Gros liderando a equipe, marcando 9 gols. E na partida que fechou o grupo, a Espanha venceu Angola por 28 a 24, com a ponta direita espanhola Carmen Martin se destacando ao marcar 9 gols.

Pelo Grupo B, a República Tcheca abriu a rodada vencendo a Argentina por 28 a 22, com destaque para a armadora-tcheca Helena Rysankova, autora de 7 gols em 8 tentativas. Na sequência, a Polônia, que entrou no Mundial graças a um convite dado pela IHF, venceu a Suécia por 33 a 30, com destaque para a armadora-central polonesa Kinga Achruk, autora de 9 gols. E a atual campeã mundial Noruega estreou com uma boa vitória sobre a Hungria por 30 a 22, com destaque para a armadora-direita Nora Mork, que fez 7 gols.

E a rodada do Grupo D foi completada com a Sérvia atropelando a China por 43 a 23 e a Coreia do Sul surpreendendo e vencendo a Holanda, atual vice-campeã mundial, por 24 a 22.

Jogos do Domingo (03/12)

Grupo A
Eslovênia x Romênia
Angola x França
Paraguai x Espanha

Grupo B
Polônia x República Tcheca
Hungria x Suécia
Argentina x Noruega

Grupo C 
Tunísia x Brasil
Montenegro x Rússia
Japão x Dinamarca

Grupo D
Camarões x Sérvia
China x Holanda
Coreia do Sul x Alemanha

Fotos: IHF

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes