Coreia do Sul cogita adiar exercício militares para melhorar relação com Coreia do Norte visando PyeongChang 2018

O governo da Coreia do Sul, sediado em Seul, cogita a possibilidade de adiar atividades programadas entre os exércitos do país e dos Estados Unidos, que deverão ser realizadas durante os Jogos de PyeongChang 2018. A ideia do governo local é encorajar a Coreia do Norte a não causar maiores perturbações aos Jogos de Inverno.

O presidente da Coréia do Sul, Moon Jae-in, disse durante uma entrevista na terça-feira para a emissora norte-americana NBC News, exercícios poderiam ser adiados se Pyongyang (onde está baseado o governo norte-coreano) interrompesse seus testes nucleares e de mísseis balísticos antes do início dos Jogos de Pyeongchang 2018. "Se a Coréia do Norte parar as provocações no momento que antecede às Olimpíadas de Pyeongchang, isso ajudará grandemente a realizar uma Olimpíada segura. Além disso, ajudará na criação de uma atmosfera favorável ao diálogo inter-coreano e norte-americano-norte-coreano. É possível que a Coréia do Sul e os Estados Unidos avaliem a possibilidade de adiar a rusga. Eu fiz essa sugestão para os Estados Unidos e eles estão revisando isso atualmente. Tudo depende de como a Coréia do Norte irá se comportar", disse Moon.

O corpo de elite de elite da Coréia do Sul e seus companheiros do regimento dos Estados Unidos estão atualmente realizando exercícios militares em Pyeongchang. Os treinamentos em Monte Hwangbyeong começaram no início deste mês e irão durar três semanas. Os exercícios envolvem mais de 220 tropas sul-coreanas e 220 soldados estacionados em Okinawa, no Japão.

Os dois países organizam exercícios de inverno combinado desde 2013, com o objetivo de aprimorar suas habilidades de combate em temperaturas quase congelantes. Os exercícios também serviram parcialmente para ajudar nos preparativos para os fuzileiros navais sul-coreanos que farão a segurança de Pyeongchang 2018.

A província de Gangwon, onde os locais de disputa dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno estão localizados, fica a apenas 80 quilômetros da fronteira fortemente armada com a Coréia do Norte. No mês passado, a agência de notícias da Coréia do Sul, Yonhap, já havia informado que o país estava pensando em adiar os exercícios militares conjuntos com os Estados Unidos.

Os exercícios militares são organizados conjuntamente pela Coréia do Sul e os norte-americanos em março de cada ano. Eles geralmente envolvem até 300.000 soldados da Coréia do Sul e 17.000 dos Estados Unidos.


A Coreia do Norte denunciou recentemente os treinamentos como sendo ensaios das dos dois países para uma possível invasão à Coreia do Norte. Nesse clima, é possível que as tensões entre os países possam aumentar ainda mais durante o período da Trégua Olímpica, que se estende meses antes do início dos Jogos Olímpicos, em 9 de fevereiro, e vai até o final dos Jogos Paraolímpicos, em 18 de março.

Foto: Getty Images


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes