COI fará mais de 20 mil testes de doping até o fim de PyeongChang 2018

A cruzada contra o doping será intensa durante os Jogos Olímpicos de PyeongCjang 2018, que acontecerá em fevereiro. Ao menos é o que indica o número de testes de doping que estão programados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) para o evento. Serão mais 20.000 exames antidoping conduzidos pelo COI antes mesmo do início dos Jogos, uma vez que o programa de testes pré-olímpicos do órgão internacional espera acabar com o máximo possível das fraudes de forma antecipada.

"Foram até 7.000 testes (totais) até novembro em 4.000 atletas. Haverá muito mais nos próximos dois ou três meses, como estamos na temporada de inverno. Eu suspeito que o número total de testes será de 20.000 ", afirmou o chefe médico do COI, Richard Budgett.

A força-tarefa dos testes pré-Jogos, que será administrada de forma conjunta entre a Agência Mundial Antidopagem (WADA), o COI e as federações esportivas, tanto de inverno quanto de verão, aconselha federações e comitês olímpicos nacionais a testarem atletas específicos. "Os atletas russos foram testados mais do que outros por uma margem considerável. Os requisitos foram emitidos para as federações internacionais e RUSADA (Agência Antidoping da Rússia) pelo nível de teste desses atletas", disse Budgett.

A Rússia está no foco do COI e da WADA desde que o relatório de uma comissão da WADA em 2015 encontrou evidências de um esquema de doping patrocinado pelo Estado russo. Os russos foram acusados de violar sistematicamente os regulamentos antidopagem. Um outro relatório da WADA de 2016 descobriu que mais de 1.000 atletas russos em mais de 30 esportes estiveram envolvidos em uma conspiração para ocultar e destruir testes de drogas positivos ao longo de cinco anos.

No último mês uma comissão do COI baniu mais de 20 atletas russos, que não poderão mais disputar futuras edições olímpicas por violações de doping durante os Jogos de Inverno de 2014, que foi hospedado pela Rússia na cidade de Sochi. A WADA afirma que a Rússia continua "não conforme" com seu código e por isso a RUSADA segue suspenso pelo órgão fiscalizador.


Nesta semana a Rússia acabou sendo punida pelo COI com a exclusão do país dos Jogos de PyeongChang. Apenas atletas russos comprovadamente limpos poderão competir, mas não poderão disputar o evento sob a bandeira russa, atuando como atletas neutros.

Foto: WADA



Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes